Arquivos da Categoria: parcerias

Representantes de Presidente Prudente visitam o CITec-Marília e CIEM

Representantes da Prefeitura e da Incubadora de Empresas de Presidente Prudente estiveram nesta quarta (29/03) visitando as instalações do Centro de Inovação Tecnológica de Marília (CITec-Marília) e do Centro Incubador de Empresas de Marília (CIEM) localizados no campus do Centro Universitário Eurípides de Marília (Univem).

Na comitiva estavam presentes o Secretário Municipal de Desenvolvimento Econômico, Carlos Casagrande, o Presidente da Fundação Municipal Educacional, José Wilmar Ferreira Lima, o Secretário Municipal de Tecnologia da Informação, Rogério Marcus Alessi e o Gerente da Incubadora Tecnológica de Presidente Prudente, Luís Horácio Ramos Isique. Eles foram recebidos pelo Prof. Dr. Elvis Fusco, coordenador do CITec-Marília/CIEM e pelo Prof. Dr. Fábio Dacêncio Pereira, gestor do CITec-Marília/CIEM.

Carlos Casagrande (Secretário de Desenvolvimento Econômico), José Ferreira Lima (Presidente da Fundação Educacional), Rogério Alessi (Secretário de Tecnologia da Informação), Luís Ramos Isique (Gerente da Incubadora de P. Prudente), Prof. Dr. Elvis Fusco (CITec-Marília) e Prof. Dr. Fábio Dacêncio (CITec-Marília)

O objetivo da visita foi conhecer toda infraestrutura, serviços e governança dos ambientes de inovação de Marília (CITec-Marília e CIEM). Segundo Rogério Alessi, os ambientes de inovação de Marília são indicados pelo Governo de São Paulo como referência para outras cidades. “Em recente visita à Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado de São Paulo para obter informações sobre o processo de credenciamento do futuro Centro de Inovação de Presidente Prudente, a estrutura de governança do CITec-Marília e do CIEM foi indicado como modelo a ser adotado por outras cidades que desejam implantar esses ambientes.”, destacou o secretário municipal de Presidente Prudente.

Durante a visita, os visitantes puderam conhecer a estrutura de pré-incubação, incubação e pós-incubação do CIEM e o local que receberá o Espaço de Coworking a ser inaugurado brevemente. Além desses espaços, eles visitaram a sede da Asserti (Associação de Empresas de Serviços de Tecnologia da Informação) e os serviços oferecidos pelo APL TI Marília que tem a Asserti como entidade gestora.

Luis Ramos Isique, elogiou a integração entre os ambientes de inovação e empreendedorismo, as empresas de TI e o Univem. “Esse processo de benchimarking que realizamos hoje nos ambientes de inovação de Marília nos mostrou um modelo de sucesso na parceria entre o setor produtivo, a universidade e o poder público no desenvolvimento e fortalecimento da região que servirá de inspiração para o ecossistema de inovação de Presidente de Prudente.”, explicou o coordenador da Incubadora de Presidente Prudente.

Os professores do Univem, Elvis Fusco e Fábio Dacêncio apresentaram aos representantes de Presidente Prudente, o histórico do CIEM e do CITec-Marília e os serviços de apoio ao empreendedorismo e à inovação gerados nestes ambientes. “Neste ano, já recebemos visita de representantes de outras cidades como Bauru, Ourinhos, Assis e Araçatuba, que nos procuram por encontrar em Marília um modelo de sucesso na geração de emprego e sustentabilidade com o investimento nos ambientes de tecnologia, inovação e empreendedorismo”, finalizou  Fusco.

Mais informações sobre os ambientes de inovação de Marília podem ser obtidas pelo site www.inovamarilia.org.br

Encontro discute projetos para desenvolvimento de Marília

Na pauta, o Parque Tecnológico de Marília

Representantes do Univem estiveram presentes ontem (23/03) no gabinete do Prefeito Daniel Alonso para receber o deputado federal Walter Ihoshi para encontro com as principais entidades produtivas da cidade.

Na pauta, projetos de incentivo ao crescimento e desenvolvimento de Marília com o apoio da atuação do Deputado Ihoshi em Brasília.

No encontro estiveram presentes além do Prefeito Daniel e o Deputado Ihoshi, o vice-prefeito Tato, o vereador Marcos Resende, o Reitor do Univem, Dr. Luiz Carlos de Macedo Soares, o Presidente da Asserti, Prof. Dr. Elvis Fusco, o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo, Cássio Luiz Pinto Júnior, o presidente da ACIM, Libânio Victor Nunes de Oliveira, entre outros representantes de diversas entidades produtivas da cidade.

Além de vários assuntos discutidos para o desenvolvimento local, discutiu-se sobre os ambientes locais de inovação da cidade de Marília mantidos pelo Univem, como o Centro de Inovação Tecnológica (CITec-Marília) e o Centro Incubador de Empresas de Marília (CIEM), que fazem parte do Sistema Paulista de Ambientes de Inovação do Estado de São Paulo (SPAI). O Prefeito Daniel Alonso reafirmou seu compromisso na continuidade do projeto do Parque Tecnológico de Marília que deve ter seu credenciamento provisório ainda neste ano, os projetos para essa conquista estão sendo elaborados pelo Univem e Asserti, em parceria com a secretaria de desenvolvimento.

O deputado Walter Ihoshi reforçou seu apoio a esses ambientes citando como, por exemplo, recente visita agendada por ele ao Ministro de Ciência, Tecnologia, Inovações e Telecomunicações (MCTIC), Gilberto Kassab que recebeu representantes do Univem para apresentação do projeto do futuro Espaço de Coworking que será criado no CITec-Marília com a participação do MCTIC.

Univem promove evento internacional de software livre

No dia 08 de abril, o Univem sediará pela sexta vez o FLISOL – Festival Latino-americano de Instalação de Software Livre, evento internacional realizado simultaneamente em mais de 20 países desde 2005. O objetivo principal é promover a cultura do uso do Software Livre, mostrando ao público em geral a filosofia e a difusão de tecnologias de informação.

O evento é aberto a toda comunidade de Tecnologia da Informação da região e tem como atrações: palestras, minicursos e distribuição de softwares livres. O Flisol em Marília é realizado pelos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação do Univem por meio do COMPSI – Computing and Information Systems Resource Lab.

O Flisol é organizado pelos professores e alunos do Univem e é dirigido e aberto a todo tipo de público: estudantes, acadêmicos, empresários, profissionais, entusiastas e qualquer pessoa que tenha interesse, independente de seu conhecimento de Tecnologia da Informação..

No FLISOL, realizado desde 2011 em Marília, você terá a oportunidade de instalar software livre, que é uma alternativa real e segura para outros modelos de software no seu computador, participar de palestra e minicursos, esclarecer suas dúvidas e conhecer algumas das diversas soluções que o Software Livre apresenta para empresas, escolas, governo e até para uso pessoal. Vale lembrar que o evento é totalmente gratuito e livre e as palestras e minicursos serão certificados.

O evento será aberto com a palestra “A revolução da cultura maker e Internet das Coisas”, ministrada pelo profissional do Google, Neto Marin, que abordará a cultura do software livre, o movimento maker no contexto da Internet das Coisas. No período tarde acontecerão minicursos sobre Desenvolvimento WEB com Python e Django, OpenMP, Framework para Software Web, Controle de Versão usando Git, GNU/Linux, Ruby, Arduino e WEKA.

De acordo com o professor e coordenador do evento, Dr. Leonardo Botega, o principal objetivo do festival é apresentar alternativas quanto aos produtos oferecidos no mercado de softwares e propagar o quer chama de “filosofia do software livre”. “O intuito é ampliar a formação do aluno a apresentar novas possibilidades para empresas e profissionais da área com a cultura do software livre”, destacou.

O festival acontece em 60 cidades-sede simultaneamente no decorrer de todo o dia. “Trata-se de uma oportunidade de network. Enquanto o evento acontece aqui em Marília, trocamos informações com outros países e nos informamos do que está acontecendo por lá. Assim, conseguimos alinhar os objetivos do evento como um todo”, explicou Botega.

O coordenador dos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação do Univem, Prof. Dr. Elvis Fusco, destaca Marília como forte referência na área de Tecnologia da Informação. “As instituições de ensino têm uma responsabilidade muito grande neste contexto de Marília ser reconhecida como polo regional de TI e o Univem exerce seu papel trazendo para a região eventos de expressividade nacional com apoio do CNPq, da Sociedade Brasileira de Computação e das empresas de TI da região por meio da ASSERTI (Associação das Empresas de Serviços de Tecnologia da Informação)”, explica Fusco.

 

Mais informações e inscrições devem ser feitas pelo site http://www.univem.edu.br/compsi/flisol.

 

 

FLISOL – Festival Latino-americano de Instalação de Software Livre

 

Programa Nacional Conexão Startup Indústria

mail

Prezados associados,

 

É com prazer que anunciamos e incentivamos a participação de todos no Programa Nacional Conexão Startup Indústria, lançado, quinta-feira (16/03), pela Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), em parceria com o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC).

Com o objetivo de promover o ambiente de negócios entre startups e indústrias, atuando com foco em ações de integração digital das diferentes etapas da cadeia de valor dos produtos industriais, o programa oferecerá acesso real ao mercado para as startups, negociação para a venda do piloto para a indústria, e ainda a oportunidade de aporte financeiro de até R$ 700 mil.

Serão selecionadas 100 startups, 10 indústrias e 20 instituições de apoio ao desenvolvimento de negócios. As incubadoras e aceleradoras associados à Anprotec se caracterizam como “instituições de apoio ao desenvolvimento de negócios”.

Podem participar da seleção, startups incubadas e graduadas que tenham competência e interesse em desenvolver soluções para a indústria, com mais de um ano de existência e menos de sete. Os interessados têm até o dia 12 de abril para se inscreverem.

ETAPAS

Após a seleção, os participantes farão um matchmaking onde serão formados 10 grupos de trabalho. As indústrias escolherão até quatro startups cada, de acordo com suas demandas, e as instituições de apoio de negócios indicarão as startups que têm interesse de se conectar.

Já a terceira etapa, consistirá em uma prova de conceito em que 40 startups receberão até R$ 200 mil cada. E, posteriormente, as startups apresentarão suas soluções para as indústrias participantes do programa, que escolherão 10 startups que receberão até R$500 mil para o desenvolvimento conjunto de um projeto piloto.

Por fim, a experiência da conexão será compilada e compartilhada com a indústria nacional.

Clique AQUI e acesse o edital.
Clique AQUI e faça sua inscrição.
Atenciosamente,
Equipe Anprotec

rodapmail1

Se você não deseja mais receber nossos e-mails, cancele sua inscrição neste link

Inscrições para Pós-Graduação no Instituto de Computação – UNICAMP

PRE_VERM

Estão abertas as inscrições, para início em  agosto de 2016, ao processo seletivo dos cursos de Mestrado  e Doutorado em Ciência da Computação, no Instituto de Computação da UNICAMP.

O programa de pós-graduação do IC está qualificado em nível 7 pela CAPES (nota máxima).

O Instituto de Computação da UNICAMP oferece cursos de Mestrado e Doutorado em diversas áreas da Computação, já tendo formado mais de 720 mestres e mais de 160 doutores. Atualmente, estes cursos contam com cerca de 300 alunos,  oferecendo anualmente cerca de 50 disciplinas de pós-graduação, sendo que em torno de 40% delas ministradas em inglês.

O Instituto de Computação é a principal unidade de ensino e pesquisa da UNICAMP nas áreas de tecnologia da informação e teoria da computação. O Programa de Pós-Graduação do IC conta com 44 docentes com formação em diversas linhas de pesquisa e com papel de destaque no desenvolvimento da área de Ciência da Computação no Brasil. 25 desses docentes possuem Bolsa de Produtividade em Pesquisa do CNPq, sendo 13 de nível 1.

Exemplos de indicadores da qualidade do programa incluem mais de 31 prêmios em concursos de teses e dissertações nos últimos 15 anos, entre eles 5 prêmios de melhor tese de doutorado da SBC e 2 prêmios de melhor tese de doutorado da CAPES.

Outros prêmios e conquistas de alunos e docentes podem ser vistos em: http://www.ic.unicamp.br/pos/premios

Os candidatos selecionados não têm garantia de bolsa de estudos pelo PPGCC. A concessão de bolsa de estudos depende da disponibilidade da cota institucional de bolsas (CAPES e CNPq) atribuída ao programa.


Os candidatos selecionados poderão ser beneficiários de bolsas de estudos vinculadas a projetos de pesquisa dos orientadores. Estas bolsas são administradas diretamente pelos orientadores.

O Programa recomenda aos candidatos admitidos que solicitem bolsas junto à FAPESP ou a outras agências de fomento.
============================================================

ÁREAS DE PESQUISA E ORIENTAÇÃO
http://www.ic.unicamp.br/pos/areas-de-pesquisa

============================================================

Para mais informações:

 http://www.ic.unicamp.br/pos/apresentacao

Inscrições:

 http://castelo.ic.unicamp.br:8080/InscricaoAlunoRegular

Contato

sec-pos@ic.unicamp.br   Fone: (19) 3521-5842

Campinas: A Cidade Mais Surpreendente do Brasil
https://www.youtube.com/watch?v=nool_9y02vE

Do real ao virtual: Objetos e fósseis do Museu de Paleontologia são catalogados em 3D

timthumb

Os objetos e fósseis do Museu de Paleontologia de Marília estão sendo catalogados em 3D para facilitar a interação com o público e melhorar o aprendizado dos visitantes. Todo o processo tecnológico é promovido pela empresa Novitas em parceria com a empresa Guilda3D e o COMPSI(Computing and Information Systems Research Lab) – laboratório de pesquisa vinculado aos cursos de Bacharelado em Ciência da Computação e Sistemas de Informação do UNIVEM (Centro Universitário Eurípides de Marília) – e conta com o apoio da Prefeitura de Marília – por meio da Secretaria Municipal de Trabalho, Desenvolvimento Econômico e Turismo.

“Os catálogos 3D são uma importante ferramenta que, em breve, será disponibilizada aos visitantes do Museu de Paleontologia, que poderão ‘manusear’ fósseis e réplicas de uma forma bastante interativa, conhecer todo o acervo e saber informações sobre onde, quando e como foram descobertos, que animais do passado representam. Enfim, uma tecnologia cada vez mais empregada e acessível ao público, tornando os espaços culturais e turísticos mais atraentes (como o Museu de Paleontologia) e estimulando a busca pelo conhecimento”, destacou William Nava, coordenador do Museu de Paleontologia de Marília.

Segundo o diretor da Novitas, Fábio Rodrigues Jorge, a iniciativa busca transformar a interação entre o público e o acervo em uma grande experiência digital para os frequentadores do Museu. “Conhecer e explorar objetos e ambientes nem sempre é uma tarefa simples. Muitas vezes, o acesso físico é restrito, ou no caso de objetos virtuais, há barreiras que nos impedem de analisá-los em detalhes, como a falta de fotos de qualidade ou a sua ausência em 3D”, ressaltou Fábio Rodrigues Jorge.

“Este trabalho de digitalização vai permitir a geração de modelos 3D para visualizá-los em sistemas computacionais – navegadores, tablets, smartphones e telas sensíveis ao toque, entre outros – e melhorar o dinamismo do aprendizado”, afirmou o Professor Doutor Leonardo Botega, um dos pesquisadores do laboratório COMPSI e docente dos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação do UNIVEM.

Dentre as peças digitalizadas encontram-se partes do Titanossauro e Mariliasuchus, encontrados na região de Marília.

“O Museu de Paleontologia ganha um importante aliado em seu processo de renovação para que possamos transformá-lo num efetivo e permanente produto turístico de Marília. E, agora, com o respaldo do consolidado polo de tecnologia de informação da nossa cidade”, comentou Cássio Luiz Pinto Júnior, secretário municipal de Trabalho, Desenvolvimento Econômico e Turismo.

Para conhecer o trabalho que está sendo desenvolvido para o Museu de Paleontologia de Marília, o interessado já pode acessar o endereço eletrônico: www.catalogo.novitasdi.com.br/mariliasuchus. Mais informações sobre o sobre este trabalho também podem ser consultadas no website da Novitas:www.novitasdi.com.br

Sobre o Museu de Paleontologia

O Museu de Paleontologia de Marília completou 11 anos em novembro de 2015. Por iniciativa do paleontólogo William Nava, que desde 1993 realiza escavações pela região em busca de fósseis de animais da Era dos dinossauros, foi inaugurado em 2004 pela Prefeitura de Marília – por meio da Secretaria Municipal da Cultura.

“É uma honra poder compartilhar todo esse conhecimento adquirido ao longo de tantos anos de pesquisa, estudos e escavações. Recebemos milhares de pessoas do Brasil e também de outros países, pois o Museu é um grande disseminador de conhecimento sobre o tema. Temos essa riqueza em nosso subsolo, que são os fósseis e temos que, na medida do possível, tirar o máximo proveito desses objetos que ficaram preservados, divulgando, expondo e pesquisando”, disse Nava.

O Museu de Paleontologia funciona, de segunda à sexta-feira, das 9 às 17 horas, e está localizado na Avenida Sampaio Vidal, esquina com Av. Rio Branco. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone: 3413-6238.

Fonte: http://marilia.sp.gov.br

Centro de Pesquisas e Inovação Tray Labs é inaugurado no Univem

tray_univem

Univem (Centro Universitário Eurípides de Marília), Tray e Locaweb inauguraram ontem de manhã (31) o Centro de Pesquisa e Inovação “Tray Labs”. A novidade visa capacitar alunos dos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação para as demandas do setor tecnológico e prepará-los para o mercado de trabalho.

De acordo com o coordenador dos cursos e também presidente da Asserti (Associação de Empresas de Serviços de Tecnologia da Informação), Elvis Fusco, o Centro é um projeto de oito anos. Ele iniciará suas atividades já na próxima segunda-feira, com oito alunos-estagiários. “A parceria entre indústria de TI (tecnologia da informação) e universidade é essencial para que o aluno de hoje seja bem capacidade para que possa atender as necessidades daquele que no futuro será seu empregador. Esse é o segundo Centro de Pesquisa dentro do Univem, o que reforça a característica de Marília de polo tecnológico. São mais de 200 empresas do tipo instaladas na cidade”, afirma. Fundador e presidente da Tray, Willians Marques participou da cerimônia de inauguração do centro. Formado pelo Univem, ele destacou a importância da relação entre as empresas de tecnologia da informação com as faculdades. “A empresa nasceu na Incubadora da universidade, ela tem raízes aqui e manter essa relação é importante para todos, pois esse centro irá formar futuros profissionais que atenderão as necessidades do mercado. É um passo grande que estamos dando e espero que outras empresas façam o mesmo”, disse. Plataforma de e-commerce (comércio eletrônico) mais utilizada por empresas de diferentes segmentos no Brasil, a Tray hoje dá suporte a quase 5 mil lojas eletrônicas do país, oferecendo ferramentas tecnológicas, publicidade on-line e meios de pagamento.

Fonte: Jornal da Manhã / Marília

COMPSI/Univem realiza workshop em parceria com o Instituto de Computação da UNICAMP

Neste dia 1º de junho professores e alunos dos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação estiveram em Campinas para participar do workshop em parceria com o Instituto de Computação da UNICAMP.

Para o Prof. Dr. Fábio Dacêncio Pereira, coordenador do NAPEX (Núcleo de Apoio à Pesquisa e Extensão do Univem), a parceria entre o COMPSI, laboratório de pesquisa ligado aos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação e o Laboratório de Pesquisa em Redes de Sensores da Unicamp, é mais uma conquista para o COMPSI, posicionando o laboratório do Univem, como um dos melhores centros de pesquisa do país. Prof. Fábio lembra que o COMPSI mantém parceria com outros laboratórios de pesquisa como o WINDIS/UFscar, DCOMP/UFS, LSITEC/USP, entre outros.

Segundo o coordenador do curso de Ciência da Computação e Sistemas de Informação do Univem, Prof. Dr. Elvis Fusco, o objetivo da parceria é o desenvolvimento colaborativo de projetos de pesquisa entre os alunos da Unicamp e do Univem, esta aproximação entre as instituições deve fomentar o ingresso de alunos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação do Univem nos programas de mestrado e doutorado da Unicamp. Nos últimos 2 anos, alunos do Univem já estão realizando mestrado e doutorado na Unicamp.

Dentre os projetos apresentados, destacam-se os trabalhos da área de Interface Humano-Computador, liderado pelo Prof. Leonardo Botega, que mantém projeto com a Polícia Militar do Estado de SP, no desenvolvimento de um sistema computacional de inteligência para apoiar o alto comando desta entidade. O professor Botega destaca que a parceria foi celebrada no mês de maio e o workshop foi a primeira atividade realizada entre as instituições.

Para o Prof. Dr. Leandro Villas, coordenador do laboratório de redes de sensores da Unicamp, esta parceria vai alavancar os resultados das pesquisas realizadas entre os alunos da Unicamp e do Univem.

unicamp

Alunos e Professores das Instituições de Ensino Parceiras Unicamp e Univem

A seguir as atividades do workshop realizado na Unicamp:

Workshop 01/06

PROGRAM SCHEDULE

Time

Topic/Event

13:00 – 13:20

Welcome and Opening Remarks

Speakers:

  • Leandro Villas (IC/UNICAMP)
  • Leonardo Castro Botega (UNIVEM)
  • Fábio Dacêncio Pereira (UNIVEM)
  • Elvis Fusco (UNIVEM)

13:20 – 13:40

Allan Mariano de Souza (Mestrando da UNICAMP e ex-aluno de

Ciência da Computação do Univem)

Predição, Detecção e Controle de Congestionamentos de Veículos

13:40 – 13:55

Matheus Sanches (UNIVEM – Bolsista/CNPq)

Aquisição e processamento de dados HUMINT para processo de Fusão de Dados

13:55 – 14:10

Ademar Takeo Akabane (Mestrando UNICAMP)

Estudo do Comportamento Dinâmico das Cidades por meio do Sensoriamento Urbano

14:10 – 14:25

Valdir Junior (UNIVEM – Bolsista/CNPq)

Fusão de Dados HUMINT de fontes heterogêneas

14:25 – 14:40

Erick Aguiar Donato (PhD UNICAMP-CNPq)

Preventing Resynchronization in the IEEE 802.11p Standard

14:40 – 14:55

Cláudio Roberto Costa (UNIVEM – Bolsista/CNPq)

Sistemas Embarcados para Segurança da Informação

15:00 – 15:15

Coffe Break

15:15 – 15:30

Frances Albert do Santos (Mestrando UNICAMP – MSc-SAMSUNG)

Proteçao aos dados de dispositivos moveis baseada no reconhecimento de íris

15:30 – 15:45

Gabriel Batista Vieira (UNIVEM)

Processamento Paralelo utilizando Map Reduce/Hadoop

15:45 – 16:00

João do Monte (PhD UNICAMP – CAPES)

Monitoramento de Pacientes com uso de Redes de Sensores sem Fio no contexto

de Mobile Health

16:00 – 16:15

Celso Brennand (PhD UNICAMP – CAPES)

Proposta de PhD

16:15 – 16:30

Jose Torres Neto (Mestrando UNICAMP – CAPES)

Leitura automática de medidores de energia utilizando VANTs

16:30 – 17:00

Closing Remarks

Projeto de P&D COMPSI/UNIVEM e RCG: novos equipamentos para pesquisa

Pelo terceiro ano seguido a empresa RCG Tecnologia Eletromecânica realiza projetos de pesquisa e desenvolvimento (P&D) em parceria com o UNIVEM, utilizando o benefício da Lei da informática / PPB.

Neste ano o projeto envolve tecnologias como Android e sistemas embarcados para controle de iluminação com LEDs.  No dia 27 de maio de 2015 o COMPSI recebeu os kits de desenvolvimento para sistemas embarcados que serão utilizados na implementação do projeto elaborado.

Neste projeto participam professores e alunos dos cursos de Bacharelado em Ciência da Computação e Bacharelado em Sistemas de Informação, além de laboratórios parceiros como o LSI-TEC Nordeste.

Equipamentos da parceria COMPSI/RCG

Equipamentos da parceria COMPSI/RCG

 

Entenda um pouco mais sobre o PPB / Lei da Informática: 

Objetivo: Lei de incentivo fiscal para a indústria de informática e automação que pode ser aplicado em projetos de pesquisa e desenvolvimento e deve ser executada por instituições credenciadas pelo MCTI. Importante:

1. O UNIVEM é credenciado pelo MCTI/CATI para a execução de projetos de P&D beneficiados pela Lei da Informática/PPB como Instituição de Ensino, Pesquisa e Desenvolvimento.

2. O UNIVEM mantém relacionamento com instituições no Nordeste para projetos em parceria.

3. O UNIVEM Já possui experiência no desenvolvimento de projeto P&D

Quais os Bens e serviços de informática e automação beneficiados:

I – componentes eletrônicos a semicondutor, optoeletrônicos, bem como os respectivos insumos de natureza eletrônica;

II – máquinas, equipamentos e dispositivos baseados em técnica digital, com funções de coleta, tratamento, estruturação, armazenamento, comutação, transmissão, recuperação ou apresentação da informação, seus respectivos insumos eletrônicos, partes, peças e suporte físico para operação;

III – programas para computadores, máquinas, equipamentos e dispositivos de tratamento da informação e respectiva documentação técnica associada (software);

IV – serviços técnicos associados aos bens e serviços descritos nos incisos I, II e III;

V – os aparelhos telefônicos por fio, conjugados com aparelho telefônico sem fio, que incorporem controle por técnicas digitais, código 8517.11.00 da Nomenclatura Comum do Mercosul – NCM;

VI – terminais portáteis de telefonia celular, código 8525.20.22 da NCM; e

VII – unidades de saída por vídeo (monitores), classificados na subposição 8471.60 da NCM, próprias para operar com máquinas, equipamentos ou dispositivos baseados em técnica digital, com funções de coleta, tratamento, estruturação, armazenamento, comutação, transmissão, recuperação ou apresentação da informação.

ETEC de Marília desenvolve projeto com tecnologia COMPSI/Univem

Alunos da ETEC Antônio Devisate de Marília desenvolveram projeto para a Prefeitura Municipal de Marília e o Convention & Visitors Bureau em benefício do turismo e lazer na cidade, utilizando tecnologias desenvolvidas por alunos dos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação nos laboratórios de pesquisa do COMPSI – Computing and Information Systems Research Lab, sob a coordenação do Prof. Leonardo Botega.

O projeto utiliza tecnologias de interface tangível e realidade aumentada desenvolvidas em pesquisas pelos alunos do grupo de pesquisa Interação Humano-Computador do Univem e puderam ser aplicadas pelos alunos do curso Técnico em Informática da ETEC de Marília sob a coordenação da Profa. Renata Pinheiro no desenvolvimento de um ambiente digital de apoio ao turismo.

Nesta parceria entre os cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação e a ETEC Antônio Devisate, os alunos do curso técnico tiveram acesso aos equipamentos de interface tangível e dispositivos móveis e aos softwares já desenvolvidos pelos alunos do Univem em outras aplicações semelhantes.

Tecnologia desenvolvida em parceria ETEC e Univem

Esta mesma tecnologia desenvolvida nos laboratórios do COMPSI já foi aplicada em projetos com outras empresas da região como pode ser visto abaixo:

Projeto desenvolvido para a empresa RCG de Garça

Univem expôs tecnologia e informação na Feira de Profissões do Cristo Rei

Este projeto da ETEC em parceria com a Prefeitura de Marília, o Convention Visitors Bureau e o Univem será exposto nesta semana na FETEPS (Feira Tecnológica do Centro Paula Souza), concorrendo com outros projetos das ETECs e FATECs do estado de São Paulo.