Arquivos da Categoria: notícias

Univem lança nova edição de sua Revista Internacional de Computação e Informática

cover_issue_45_en_us

A Revista Científica Journal on Advances in Theoretical and Applied Informatics – JADI, produzida pelo COMPSI (Computing and Information Systems Research Lab), laboratório e centro de pesquisa vinculado aos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação do Univem, acaba de lançar sua terceira edição (Volume 2 Número 2).

A Revista JADI é uma publicação científica internacional periódica, com o objetivo de contribuir com o avanço de áreas correlatas à Computação e Informática em geral, promovendo a disseminação de informações técnico-científicas produzidas por pesquisadores e profissionais de grandes centros nacionais e internacionais.

Segundo o Prof. Dr. Leonardo Castro Botega, editor da JADI, o periódico objetiva se manter como uma publicação internacional de alta qualidade, visibilidade e abrangência, apresentando artigos científicos que representam o estado da arte em aspectos práticos e teóricos de temas relevantes e atuais em Tecnologia da Informação, Gestão, Ciência da Computação, Sistemas de Informação e Ciência da Informação.

Botega explica que “o terceiro número do JADI é uma edição especial dedicada a trabalhos sobre a Gestão da Informação Digital incluindo: métodos para processamento de Big Data, visualização analítica da informação, modelagem de dados em organizações, integração de múltiplos dados heterogêneos para a tomada de decisão, interação afetiva com a informação e redes neurais artificiais para a geração e manutenção de bases de conhecimento. Neste terceiro número, a instituição está orgulhosa em apresentar trabalhos de renomados pesquisadores e profissionais de grandes centros de pesquisa internacionais, tais como Atilim University (Turquia), Polytechnic University of San Luis Potosí (México), University of Castilla-La Mancha (Espanha), Università Degli Studi di Salerno (Itália), Florida International University (EUA), City University of New York (EUA), Université de Lyon (França), Universidade de São Paulo (USP) e Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR)”.

O professor Dr. Elvis Fusco, coordenador dos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação do Univem, ressalta que a revista JADI tem apresentado resultados de pesquisas que congregam temas ligados a tecnologias computacionais com o objetivo de dar conta dos desafios dos novos ambientes informacionais digitais que caracterizam-se pela indissociabilidade entre a Computação e a Informação num cenário de explosão informacional.

O Prof. Dr. Fábio Dacêncio Pereira, coordenador de pesquisa e extensão do Univem acredita que estes artigos demonstram a alta qualidade, excelência e relevância que esperamos de um journal. Nosso objetivo é que o JADI emerja como um fórum dinâmico e ativo para a disseminação de ideias inovadoras que contribua para o desenvolvimento das áreas da Computação e Informática.

A revista tem sua periodicidade semestral e os artigos desse novo número podem ser obtidos no website da revista: http://www.univem.edu.br/jadi.

CITec-Marília presente no maior evento de Parques Tecnológicos do país

Acontece de 17 a 20 de outubro em Fortaleza-CE, a Conferência Anprotec, o maior evento de empreendedorismo inovador da América Latina, que teve como tema nesta edição Novos Mecanismos e Espaços de Geração de Empreendimentos Inovadores.

A 26ª Conferência Anprotec, maior evento de Parques Tecnológicos e Incubadoras de Empresas do país, propõe discutir a identidade e as funções desses mecanismos e espaços, com o intuito de identificar tendências, conhecer boas práticas, trocar experiências e apontar caminhos que levem ao fortalecimento do empreendedorismo inovador, no Brasil e no mundo.

Criada em 1987, a Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec) reúne cerca de 300 associados, entre incubadoras de empresas, parques tecnológicos, instituições de ensino e pesquisa, órgãos públicos e outras entidades ligadas a empreendedorismo e inovação. Líder do movimento no Brasil, atua por meio da promoção de atividades de capacitação, articulação de políticas públicas, geração e disseminação de conhecimentos.

Os mecanismos e espaços de geração de novos empreendimentos vêm evoluindo de maneira expressiva, acompanhando as demandas crescentes e diferenciadas da sociedade e dos empreendedores. Essas demandas já não podem ser mais atendidas por apenas um determinado mecanismo ou por diferentes tipos de espaço. A natureza, o segmento de atuação, a fonte da inovação e do recurso, os tipos de parceria e o estágio de desenvolvimento dos empreendimentos, entre outros fatores, irão determinar quais os melhores mecanismos de apoio e as melhores áreas de inovação para os empreendimentos.

anprotec02

Representantes do CITec-Marília

O Centro de Inovação Tecnológica de Marília (CITec-Marília) foi representado no evento pelos professores: Dr. Elvis Fusco (Coordenador do CITec-Marília) e Dr. Fábio Dacêncio Pereira (Gestor do CITec-Marília) que apresentaram os trabalhos “Ambiente Sustentável de Inovação: Estudo de Caso do Centro de Inovação Tecnológica de Marília (CITec-Marília)” e “Plataforma de Inteligência de Negócios Baseada em Estruturas Informacionais Semânticas: Modelo Computacional e Informacional de Apoio aos Ambientes de Inovação”.

O CITec-Marília também esteve presente no stand da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação do Governo de São Paulo junto com os Parques Tecnológicos do Estado por meio de um vídeo institucional que mostra a estrutura e o serviços oferecidos para as empresas de Marília e região pelo CITec-Marília e o Centro Incubador de Empresas de Marília (CIEM).

anprotec03

Prof. Dr. Elvis Fusco (Coordenador do CITec-Marília), Andréa Correa Franco (Responsável pelos Centros de Inovação Tecnológica do Estado de SP), Prof. Dr. Fábio Dacêncio Pereira (Gestor do CITec-Marília), Margareth Lopes Leal (Responsável pelos Parques Tecnológicos do Estado de SP) e Elizabeth Correa (Subsecretária do Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação)

O Univem, entidade gestora do CITec-Marília e do CIEM, sendo associado da Anprotec, teve os representantes do CITec-Marília participando da Assembleia Geral que discutiu políticas de incentivo aos ambientes de empreendimentos inovadores para o ano de 2017.

Mestrado em Sistemas de Informação – USP [inscrições abertas até 18/nov]

Mestrado em Sistemas de Informação – USP

Encontram-se abertas as inscrições para o processo seletivo para “aluno regular” do curso de Mestrado em Sistemas de Informação da Universidade de São Paulo para início no primeiro semestre de 2017.

Período de inscrições: 03/10/2016 a 18/11/2016

Edital de seleção e outras informações: http://ppgsi.each.usp.br/ingresso/

Linhas de pesquisa e áreas de pesquisa:

  • Gestão e desenvolvimento de sistemas (13 vagas)
    • Banco de dados
    • Engenharia de software
    • Gestão de tecnologia da informação
    • Interação humana-computador
  • Inteligência de sistemas (7 vagas)
    • Inteligência artificial
    • Processamento gráfico
    • Reconhecimento de padrões

Sobre o programa: 
O Programa de Pós-graduação em Sistemas de Informação (PPgSI) tem por objetivo contribuir para a solução de problemas reais, altamente complexos, por meio do desenvolvimento de pesquisa científica direcionada a tratar esses problemas e a formar recursos humanos com conhecimento amplo para resolvê-los.

O PPgSI oferece um Mestrado Acadêmico na área de Ciência da Computação. Dentro da Ciência da Computação, o PPgSI busca propor, desenvolver, aplicar e avaliar diferentes metodologias e técnicas computacionais que, quando integradas entre si, proporcionam soluções para os desafios de diferentes áreas de aplicação de conhecimento.

Para contribuir com a solução de problemas reais, o PPgSI dirige seus esforços de pesquisa a mais de dez áreas de aplicação, incluindo: Ambientes Corporativos e Processos de Negócio; Bioinformática; Biometria; Economia; Educação e Educação a Distância; Internet e Redes Sociais; Jogos; Linguística e Linguagem Natural; Química; Robótica; e Saúde. Essas áreas de aplicação são dinâmicas, dentro do PPgSI, em relação ao interesse de pesquisadores, necessidades da sociedade e parcerias estabelecidas.

Informações:
Serviço de Pós-graduação
Escola de Artes, Ciências e Humanidades – EACH
Universidade de São Paulo – USP
Fone: (11) 3091-8816 / 3091-8197
ppgsi-each@usp.br
http://ppgsi.each.usp.br/

Mantenham-se informados:
– Curtam nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/ppgsi.usp
– Sigam nossa página no LinkedIn: https://www.linkedin.com/company/mestrado-acadêmico-em-sistemas-de-informação—usp-leste

E AI? Vai Fazer Mestrado?

usp-logo    logoufscar    unicamp2    unesp-logo

Links de programas de mestrado que os alunos de Bacharelado em Ciência da Computação e Sistemas de Informação do UNIVEM ingressam todos os anos.

Destacando a importância de publicar no CPC (Congresso de Pesquisa Científica) os resultados do seu trabalho de TCC, acumulando assim, mais um requisito para ingresso nos programas de pós-graduação listados a seguir:


UNESP Bauru (ainda não abriu inscrições)
ENGENHARIA ELÉTRICA
Programa de Pós-graduação em Engenharia Elétrica


Universidade de São Paulo (USP) São Carlos
COMPUTAÇÃO
De 15 de setembro a 27 de outubro de 2016


Universidade de São Paulo (USP) São Carlos
ENGENHARIA ELÉTRICA
12/09/2016 a 07/10/2016


Universidade Federal de São Carlos (ainda não abriu inscrições)
COMPUTAÇÃO


Atenção: em breve o COMPSI irá atualizar essa lista com outros programas de mestrado.
Importante: verificar atentamente as datas limites de inscrição.
Carta de recomendação: procurar os professores de BCC e BSI para solicitar as cartas de recomendação.

Polo de TI de Marília é reconhecido como APL pelo Governo de SP

Evento de lançamento oficial ocorre nesta terça (27/09)

apltimarilia.png

O Governo do Estado de São Paulo reconheceu oficialmente a cidade de Marília como polo de Tecnologia da Informação com o credenciamento do Arranjo Produtivo Local de Tecnologia da Informação de Marília (APL TI Marília) à Rede Paulista de Arranjos Produtivos Locais da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (www.desenvolvimento.sp.gov.br/lista-de-apls).

Os Arranjos Produtivos Locais (APLs) são concentrações de empresas que atuam em atividades similares ou relacionadas, que, sob uma estrutura de governança comum, cooperam entre si e com outras entidades públicas e privadas.

Segundo Juliana Arnaut de Santana, diretora técnica responsável pelo Programa de Fomento aos Arranjos Produtivos Locais, uma das vantagens do APL é facilitar o acesso de micro, pequenas e médias empresas a programas de gestão empresarial, mercado, processo, produtos e linhas de financiamento, visando ao seu fortalecimento no mercado interno e acesso ao externo. Outra vantagem é incentivar a troca de informações entre as próprias empresas, com as entidades de classe, governos e instituições de ensino e pesquisa. Essa interação entre as empresas aprimora suas vantagens competitivas, vislumbrando um cenário de estratégias de crescimento e desenvolvimento e não mais de concorrência predatória.

A elaboração do projeto de solicitação do credenciamento foi realizada pela Asserti (Associação de Empresas de Serviços de Tecnologia da Informação) e protocolada na Coordenadoria de Desenvolvimento Regional e Territorial do Governo do Estado em 25 de agosto de 2016. A partir deste credenciamento, a Asserti passa a ser a entidade gestora que exerce a governança do APL de TI de Marília.

Para solicitar o credenciamento, a Asserti elaborou projeto que demonstra a existência de um aglomerado de empresas de TI localizadas na região de Marília que apresentam uma especialização produtiva e mantém vínculos de articulação, interação, cooperação e aprendizagem entre si, isso inclui parcerias com a Prefeitura, associações empresariais, instituições de crédito, ensino e pesquisa e entidades representativas.

Reconhecido pelo Governo do Estado do São Paulo como Arranjo Produtivo Local em 06 de setembro de 2016, o Polo de Tecnologia da Informação de Marília é apontado como referência em organização, sinergia e prospecção de investimentos, especialmente por meio das articulações entre poder público, instituições de ensino, empresários.

O Prof. Dr. Elvis Fusco, presidente da Asserti, explica a importância da conquista: “com o credenciamento do APL TI Marília, as empresas poderão se beneficiar das oportunidades que serão geradas pela Rede Paulista de APLs, independentemente de ser ou não associadas da Asserti. Por meio do APL, vamos ampliar a aceleração do desenvolvimento econômico local e regional, além de destacar as empresas de TI da região e torná-las ainda mais competitivas”.

Entre os benefícios permanentes do reconhecimento, estão o acesso a projetos e recursos dos órgãos que compõem a Rede Paulista de APLs e a habilitação do APL para utilizar recursos priorizados no Orçamento do Estado para Arranjos Produtivos Locais.

“Com este reconhecimento formal, nosso município passou a integrar um grupo de elite no cenário da Tecnologia da Informação no estado de SP, considerando que dentre os 645 municípios paulistas somente 5 cidades possuem o reconhecimento oficial de APL na área de Tecnologia da Informação”, destaca Elvis.

Outro fato relevante é que no Centro Oeste Paulista, Marília é única cidade que possui um APL reconhecido e credenciado seja em qualquer área industrial. Tal fato se deve ao intenso trabalho da equipe de pesquisadores, da organização e atuação das empresas associadas da Asserti e da Prefeitura de Marília, trabalhando de forma sinérgica na busca de melhores resultados competitivos para os empresários que optam por investir em Marília.

O lançamento oficial do APL TI Marília acontece nesta terça (27/09) às 10h30 no Auditório Shunji Nishimura do Univem com a participação de representantes das empresas de TI da região, da Asserti, da Prefeitura de Marília, do CIESP, da ACIM, do SEBRAE e convidados.

O evento é aberto ao público, para mais informações acesse www.asserti.org.br ou pelo telefone: (14) 2105-0800 Ramal 354.

Serviço:

  • Evento: Lançamento Oficial do APL TI Marília
  • Data: 27 de setembro
  • Horário: 10h30
  • Local: Auditório Shunji Nishimura (Campus do Univem)
  • Endereço: Avenida Hygino Muzzi Filho, 529 – Marília/SP

Alunos do Univem participam de evento de Games em SP

No último fim de semana aconteceu em São Paulo, o Brasil Game Show, o maior evento de apresentação e discussão sobre jogos do país. Aproveitando essa oportunidade, alunos dos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação do Univem se organizaram para representar a instituição no evento.

img-20160904-wa0017

O Brasil Game Show contou com campeonatos de jogos, os chamados eSports, apresentação de produtos das maiores empresas de jogos, como Sony, Microsoft, EA, Ubisoft e outras, “meet and greet” de diversos youtubers e podcasters famosos, como o Jovem Nerd, BRKsEDU, Leon  e outros, e apresentação e discussão de jogos independentes (os chamados jogos indies).

Para os alunos do Univem as sessões sobre os jogos independentes foram os mais importantes no contexto do mercado de trabalho para profissionais na área de games. A visita foi organizada pelo professor Allan Oliveira, líder do grupo de estudos Univem Game DEV. A visita ao evento foi uma ótima contribuição para os alunos participantes do grupo entenderem o mercado indie e assistirem palestras das maiores empresas do Brasil sobre o assunto, além de conhecer as novidades e tendências do mercado.

O mercado de desenvolvimento de jogos no Brasil está, atualmente, impulsionado pela alta do dólar. As empresas brasileiras participantes da Apex (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos) e da Abragames (associação do setor) tiveram US$ 11 milhões de receita em exportações de jogos de empresas brasileiras em 2015, cifra que subiu para US$ 9,3 milhões somente nos quatro primeiros meses de 2016. Isso contabilizando somente exportações, ou seja, não contabilizando a receita obtida no mercado interno.

O grupo de estudos Univem Game DEV é aberto à comunidade e tem o objetivo de criar oportunidades para os entusiastas da região de Marilia interessados na carreira e mercado de desenvolvimento de jogos. Inicialmente os alunos são instruídos sobre a melhor maneira de aprendizado e as possíveis áreas de carreira, e em sequência são acompanhados em seu desenvolvimento pessoal.

img-20160904-wa0008

O intuito é preparar os alunos para a carreira na área de jogos digitais que tem no Brasil um dos maiores consumidores de jogos eletrônicos do mundo e a previsão é de que o mercado nacional de games movimente R$ 4 bilhões em 2016 (dados da consultoria PricewaterhouseCoopers).

O grupo também ajudará a organizar eventos da área, como por exemplo o Game Jams, promoverá reuniões quinzenais/mensais e obterá instrutores que possam ensinar os alunos por meio de cursos sobre o assunto.

Para conhecer mais sobre o grupo de estudo de Games do Univem, acesse:https://compsi.univem.edu.br/univem-game-dev.

Acompanhe a galeria de fotos do evento: https://goo.gl/photos/hRgR2VEnX7SiAawL8.

4ª Olimpíada de Informática para Alunos do Ensino Médio

O Univem (Centro Universitário Eurípides de Marília) está com inscrições abertas para a 4ª Olimpíada de Informática para Alunos do Ensino Médio. Promovido pelo quarto ano consecutivo pelos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação, em conjunto com as empresas associadas à ASSERTI (Associação de Empresas de Serviços de Tecnologia da Informação), o evento tem o propósito de inspirar alunos de ensino médio e técnico da rede pública e privada e descobrir talentos que tenham interesse em seguir a carreira na área de TI (Tecnologia da Informação).

O evento tem como principal objetivo apresentar o universo da programação de computadores e identificar talentos para a área, tendo em vista o déficit de profissionais que, segundo a Brascomm – Associação Brasileira de Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação, até 2020, o setor de tecnologia vai abrir 750 mil novos postos em todo o país.

Segundo o coordenador dos cursos de Ciência da Computação eSistemas de Informação do Univem e presidente da ASSERTI, Prof. Dr. Elvis Fusco, de acordo com a empresa de consultoria e pesquisa de mercado International Data Corporation (IDC), o mercado de TI deve crescer 2,6% em 2016, se consolidando entre os dez setores com mais investimentos até o fim do ano. ”O mercado de TI é uma das áreas que tem passado com folga pela crise vivida no país, muitas empresas continuam contratando e essa é uma grande oportunidade para os jovens do país, dados da Brasscom, o mercado nacional emprega 1,3 milhão de trabalhadores. Para 2016, a projeção de crescimento é de 30% a mais do que esse número”, explica o coordenador do evento.

Para participar da competição, o Univem oferecerá de 18 a 29 de julho um curso de férias de programação de computadores para capacitar os participantes que ainda não conhecem programação. No período de 1 a 12 de agosto, os alunos participarão de um treinamento para a competição, em que serão capacitados para participar da Olimpíada. A competição acontece no dia 13 de agosto.

Para Rodrigo Gonçalves Rodrigues, atualmente aluno do 1º ano de Sistemas de Informação no Univem e vencedor da Olimpíada em 2015, a motivação para participar da olimpíada foi além dos treinamentos oferecidos que o Univem ofereceu. “A competição confirmou ainda mais minha vocação para a área de Tecnologia da Informação. A Olimpíada busca despertar, nos alunos de ensino médio, até os que nunca tiveram contato com a programação, o desejo por aprender a programar, por buscar essa área que cresce cada dia mais e mais no mundo, uma oportunidade que pode ser única e gratificante”.

IMG_5813

Alunos do Ensino Médio competindo na Olimpíada de 2015

Como na edição da Olimpíada de 2015, após a competição, será oferecido aos melhores colocados um treinamento de Formação em Desenvolvimento para Dispositivos Móveis Android. Segundo Elvis Fusco, os primeiros colocados ganharão um smartphone Android para poderem participar do curso. “Além de revelar grandes talentos para atuar futuramente na área, após o curso de formação em Android, a iniciativa vai também encaminhá-los para estágio em empresas associadas à ASSERTI para continuar a se desenvolver dentro do setor”.

As inscrições para a Olimpíada são gratuitas e vão até o dia 15 de julho pelo site www.univem.edu.br/olimpiada2016, as vagas são limitadas.

cartaz2016.jpg

Fonte: Jornal da Univem

Está disponível a 31ª edição da Computação Brasil

Para você ficar um pouco mais por dentro do tema do CSBC 2016, a 31ª edição da Computação Brasil aborda, de forma ampla, a Computação e a Interdisciplinaridade!

Nesta edição trouxemos para você vários artigos nesta temática muito importante por estar dentro da nossa atualidade!

Confira OnlineAndroidiOS Apple

Boa leitura!

 

 

BOLSA MOBILIDADE INTERNACIONAL

BOLSA DE MOBILIDADE INTERNACIONAL

Mais uma oportunidade para universitários Univem € 5.000,00 (cinco mil euros),

 

6b0e5c0b-1f76-4b51-bdb8-ef79f5db72d7

E D I T A L 02/2016

Pró-Reitoria de Pós Graduação, Pesquisa e Extensão e  Pró-Reitoria de Graduação 

 

PROGRAMA FÓRMULA SANTANDER DE BOLSAS DE MOBILIDADE INTERNACIONAL – Edição 2016 

Estão abertas as inscrições para seleção de 1 (um) estudante de graduação ou de pós-graduação (lato sensu ou stricto sensu) do UNIVEM para participação no Programa Fórmula Santander, que concederá bolsa para desenvolvimento de intercâmbio acadêmico no exterior.

Objetivo

O Programa FÓRMULA SANTANDER DE BOLSAS DE MOBILIDADE INTERNACIONAL tem como objetivo o aprimoramento do ensino superior e propiciar experiência de estudo, em renomadas universidades do exterior, a estudantes de graduação e pós-graduação, indicados por instituições de ensino superior conveniadas.

  1. IES estrangeira de destino

A – Universidade indicada pelo candidato, conveniada com o Programa de Bolsas Santander Universidades e aceita e/ou indicada pelo UNIVEM. 

  1. Valor da bolsa

O valor total da bolsa concedida pelo SANTANDER será de R$ 20.150,00 (vinte mil, cento e cinquenta reais), correspondente a € 5.000,00 (cinco mil euros), mediante conversão efetuada como base a cotação do valor de venda do Euro publicada pelo Banco Central do Brasil, relativa à data de lançamento do PROGRAMA – 09/05/2016, destinados a cobrir despesas com passagens aéreas, seguro-saúde, hospedagem e manutenção durante a realização do programa de intercâmbio.

Os demais gastos necessários para a participação no programa, bem como os gastos adicionais deverão ser assumidos pelo aluno, tendo em vista que o valor da bolsa poderá não ser suficiente para cobrir todos os gastos. 

  1. Requisitos conforme carta de princípios gerais do Programa Fórmula Santander de Bolsas e Mobilidade Internacional
  2. Ser aluno REGULARMENTE matriculado em curso de graduação ou pós-graduação do UNIVEM e estar em ordem com suas obrigações institucionais;
  3. Ser brasileiro nato ou naturalizado, pessoa física habilitada à prática de todos os atos da vida civil, nos termos do artigo 5º  do Código Civil (Lei 10.406/2002); maior de 18 anos; não ser funcionário, cônjuge ou parente até segundo grau de funcionário do Banco Santander ou de pessoas envolvidas diretamente no Programa Fórmula Santander de Bolsas de Mobilidade Internacional;
  4. Ter completado todas as disciplinas previstas do primeiro ano ou do primeiro e segundo semestres letivos do curso de graduação;
  1. Ter interesse em participar de cursos/atividades na mesma área de conhecimento do curso que está matriculado no UNIVEM; sendo estudante da graduação, manter trancada a matrícula no ano de 2016, na hipótese de ausentar-se da instituição por mais de 40 dias
  2. Apresentar excelente desempenho acadêmico e elevada frequência às aulas, por meio de apresentação de histórico e boletim acadêmico; Se houver reprovações em Histórico Escolar (no máximo 02 (duas) reprovações), elas já devem ter sido cursadas;
  3. Não ter participado anteriormente de programa de mobilidade internacional apoiado pelo Grupo Santander;
  4. Se for aluno de curso com estrutura curricular anual, comprovar com declaração do Coordenador de Curso que a participação no programa de mobilidade não acarretará atraso na colação de grau do candidato;
  5.  Não ser aluno concluinte, ou seja, não estar em semestre de colação de grau, ou seja, quando retornar da mobilidade o aluno deve ter disciplinas a serem cursadas no UNIVEM para integralização total de seu curso;
  6. Ter participado de Programa de Iniciação Científica ou outro evento institucional que comprove a dedicação à pesquisa e aos estudos;
  7. Ter conta corrente ativa no Banco Santander, para receber o depósito do valor da Bolsa. Será considerada conta corrente ativa no SANTANDER aquela em que o cliente realizou ou autorizou transações como saque, depósito, pagamento de contas, TED nos últimos 89 (oitenta e nove) dias e/ou tenha investimentos (poupança, CDB e Fundos de Investimentos) ou empréstimos (Crédito Pessoal/CDC) vinculados na conta.
  8. Apresentar Carta de motivação, enfatizando porque a experiência de mobilidade   internacional será importante para a vida acadêmica e profissional do candidato;
  9. l. Apresentar documentação que comprove domínio da língua inglesa ou do país em que usufruirá da bolsa;
  10. Apresentar toda a documentação exigida por este Edital, em local e prazos previamente estipulados. Em caso de falta de documento, o candidato será, automaticamente, desclassificado.
  11. Concordar em estudar, durante o período de vigência da bolsa, com dedicação integral na universidade hospedeira, em um programa de estudos aprovado pelas autoridades competentes do UNIVEM;
  12. o. Assinar o Termo de Adesão e concordância com as disposições do Convênio específico, firmado entre o UNIVEM e o Santander, bem como às disposições dos presentes Princípios Gerais do Programa Fórmula Santander de Bolsas de Mobilidade Internacional;
  13. p. O aluno bolsista (selecionado) deverá assumir toda e qualquer despesa necessária para sua participação no programa relativas ao transporte, alojamento, seguros de vida e de saúde, refeições, tarifas acadêmicas e demais gastos;
  14. q. O aluno bolsista deverá, sob sua exclusiva responsabilidade, tomar todas as providências necessárias à viabilização de sua participação no Programa no que se refere à obtenção de vistos, passaporte, passagens, seguro de vida e de saúde e demais providências.
  15. Documentos necessários para inscrição
  16. Formulário eletrônico de candidatura impresso (o formulário deverá ser preenchido até 20/09/2016 às 23h59 (Horário de Brasília), impreterivelmente, no Portal Santander Universidades – site:www.santanderuniversidades.com.br/bolsas).

Após a inscrição, no site do banco, o aluno deverá entregar sua inscrição e documentação comprobatória, no UNIVEM.

  1. Ficha de inscrição preenchida;
  2. Histórico Escolar e Boletim Acadêmico do corrente ano;
  3. Comprovante de domínio de Língua estrangeira.
  4. Critérios de seleção
  • Caberá à Comissão, indicada pela Pró-Reitoria de Graduação, a análise do currículo, do desempenho em pesquisas, e do rendimento escolar no UNIVEM;
  • Sobre a decisão final da comissão avaliadora não caberá recurso de qualquer natureza;
  • Ao inscrever-se para a seleção o(a) candidato(a) aceita todas as cláusulas aqui expostas, concordando de forma irrevogável.
  1. Calendário (considerando o cumprimento de prazos estipulados pelo Santander Universidades)
  2. inscrições:

1ª etapa: inscrições: até 20/09/2016 às 23h59 (Horário de Brasília). – Preenchimento do Formulário eletrônico no site (Portal Santander Universidades).

2ª etapa: Até 24/09/16 – Entrega da documentação na Secretaria da Pró-reitoria de Graduação, horário comercial.

  1. confirmação de participação e entrega do termo de adesão assinado:30/09/16.
  2. divulgação dos alunos classificados: até 07/10/16.
  3. a realização do pagamento da bolsa será realizada em janeiro de 2017, pelo Santander Universidades, diretamente aos bolsistas, em conta corrente, mantida no Santander.
  4. Entrega final de documentação

Local: Secretaria da Pró-reitoria de Graduação do UNIVEM

Horário: das 8 às 12h, das 14h às 17h30min.

Obs.: Todas as inscrições, de graduandos e de pós-graduandos, serão recebidas apenas nesse local. 

  1. Considerações Finais:
  2. apenas serão consideradas válidas as inscrições que preencham todos os requisitos do presente Edital e cujas documentações sejam entregues  dentro dos prazos;
  3. caso o candidato se inscreva on-line, no Programa Fórmula Santander, em IES distinta da indicada no presente Edital, a inscrição não será aceita pela Comissão do UNIVEM;
  4. o valor da bolsa será depositado em janeiro de 2017, conforme consta nos Princípios Gerais do Programa Fórmula de Bolsas de Mobilidade Internacional – Santander Universidades – Edição 2016, em conta corrente do candidato no Banco Santander;

d.. o selecionado deve ceder ao Banco Santander S/A (Brasil), de maneira irrevogável e irretratável, a título gratuito, o Direito de utilizar sua imagem e/ou voz para anúncios relativos à divulgação do Programa Fórmula Santander de Bolsas de Mobilidade Internacional e/ou outros produtos e serviços de interesse da instituição.

De acordo com decisão da Pró-reitoria de Graduação, os estudos realizados no exterior poderão contar como Atividades Complementares ou de Extensão, conforme carga horária expressa em documento a ser expedido pela Universidade que o aluno frequentou e após análise de pertinência pelo Coordenador do Curso no qual é aluno.

 

Representante do CITec-Marília visita Parque Tecnológico de Sergipe

O Prof. Dr. Fábio Dacêncio Pereira, Gestor do CITec-Marília e docente dos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação do UNIVEM, visitou o SergipeTec (Parque Tecnológico de Sergipe), em Aracaju, com o objetivo de trocar experiências e enriquecer o projeto do Parque Tecnológico de Marília sob os pontos de vista de gestão, inovação tecnológica e estratégias de curto, médio e longo prazo para ambientes de inovação.

O Prof. Fábio foi recebido pelo gestor do SergipeTec, Marcelo  Dósea,  pela gestora de Tecnologia da Informação do SergipeTec, Carla Almeida e pelos professores da Universidade Federal de Sergipe (UFS), Dr. Edward Moreno Ordonez e Dra. Elena Ordonez.

Prof. Fábio Dacêncio em reunuião com representantes do SergipeTec

Prof. Fábio Dacêncio em reunuião com representantes do SergipeTec

Além da reunião foi realizada uma visita técnica às instalações do SergipeTec, destacando espaços de pré-incubação, incubação, salas destinadas a empresas consolidadas, laboratórios específicos para as área de vocação do parque tecnológico e áreas de construção que serão concedidas às empresas de maior porte.

O SergipeTec é uma associação privada, sem fins lucrativos, reconhecida como Organização Social Estadual. Em 2016, o Parque abriga 8 empresas, 1 instituição, 10 empresas incubadas, 10 empresas pré-incubadas e 2 Unidades Operacionais (o Centro Catalisador de Competências em Tecnologia da Informação/C3TI e a equipe administrativa do Centro Vocacional Tecnológico/CVT).

A sede definitiva do SergipeTec está sendo construída em uma área de mais de 120.000 m², contígua à Universidade Federal de Sergipe, em local que possibilita total integração entre o ambiente acadêmico, o mercado e o Estado. Foram obtidos para as obras de  infraestrutura, construção do prédio principal e de um Centro Vocacional Tecnológico o montante de R$ 19.500.000.00 provenientes do Ministério da Ciência e Tecnologia – MCT e contrapartidas do Estado de Sergipe. Além de um total de R$ 14.559.153.16 provenientes de FINEP e contrapartida estadual para a construção de Projetos como Biofábricas e laboratórios diversos.

As áreas de vocação do SergipeTec são:

– Biotecnologia – tecnologia de organismos vivos (animal e vegetal)

– Tecnologia da Informação – softwares e serviços de informática

– Energia – petróleo e gás e energias renováveis (solar, eólica, biomassa)

A infraestrutura do Sergipe Parque Tecnológico é constituída por:

– Laboratórios de informática

– Laboratórios de biotecnologia

– Laboratórios de energias renováveis

– Empresas de base tecnológica

– Instituições de pesquisa e fomento

– Instituições empresariais

– Incubadoras de empresas

– Escritórios virtuais

– Sala de videoconferência

– Auditório

– Sala de eventos

– Praça de convivência (lanchonete, restaurante, caixas eletrônicos, banca de revista, Correio)

– Biofábricas

– Escola para a comunidade

– Área verde

– Ciclovia

Por fim, acordos de cooperação serão firmados entre o Centro de Inovação Tecnológica de Marília (CITec-Marília) e o SergipeTec para colaboração entre empresas do sudeste e nordeste, por meio de editais públicos e leis de fomento à inovação, destaca Marcelo  Dósea, Gestor do SergipeTec.

O Prof. Edward Moreno Ordonez destaca a parceira acadêmica entre o UNIVEM e a Universidade Federal de Sergipe (UFS) em projetos de pesquisa há alguns anos. Atualmente o Prof. Fábio Dacêncio é pós-doutorando na Universidade Federal.

Saiba mais sobre o CITec-Marilia em: http://www.inovamarilia.org.br

Conheça o SergipeTec acessando: http://www.sergipetec.org.br