Arquivos da Categoria: Empreendedorismo

Matéria sobre o CIEM e o CITec-Marília no Visão de Mercado

 

Ambientes de Inovação de Marília presentes no Mapa SP Conecta

spconectaA Investe São Paulo, Agência Paulista de Promoção de Investimentos e Competitividade, ligada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado de São Paulo, anunciou essa semana, o lançamento do Mapa SP Conecta. Trata-se de um mapeamento inédito e interativo de empresas e entidades no Estado de São Paulo que apoiam quem deseja empreender nesse setor.

Os seguintes ambientes de inovação e empreendedorismo de Marília estão presentes no Mapa SP Conecta:

  • Centro de Inovação Tecnológica de Marília (CITec-Marília);
  • Centro Incubador de Empresas de Marília (CIEM);
  • Inova Marília;
  • Associação de Empresas de Serviços de Tecnologia da Informação (ASSERTI);
  • Centro Universitário Eurípides de Marília (UNIVEM).

Clique e navegue no Mapa do Ecossistema de Apoio ao Empreendedor do Estado de São Paulo: https://mapme.coplusm/spconecta

A melhor formação superior em Computação e Tecnologia da Informação é no Univem

CITec-Marília presente no maior evento de Parques Tecnológicos do país

Acontece de 17 a 20 de outubro em Fortaleza-CE, a Conferência Anprotec, o maior evento de empreendedorismo inovador da América Latina, que teve como tema nesta edição Novos Mecanismos e Espaços de Geração de Empreendimentos Inovadores.

A 26ª Conferência Anprotec, maior evento de Parques Tecnológicos e Incubadoras de Empresas do país, propõe discutir a identidade e as funções desses mecanismos e espaços, com o intuito de identificar tendências, conhecer boas práticas, trocar experiências e apontar caminhos que levem ao fortalecimento do empreendedorismo inovador, no Brasil e no mundo.

Criada em 1987, a Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec) reúne cerca de 300 associados, entre incubadoras de empresas, parques tecnológicos, instituições de ensino e pesquisa, órgãos públicos e outras entidades ligadas a empreendedorismo e inovação. Líder do movimento no Brasil, atua por meio da promoção de atividades de capacitação, articulação de políticas públicas, geração e disseminação de conhecimentos.

Os mecanismos e espaços de geração de novos empreendimentos vêm evoluindo de maneira expressiva, acompanhando as demandas crescentes e diferenciadas da sociedade e dos empreendedores. Essas demandas já não podem ser mais atendidas por apenas um determinado mecanismo ou por diferentes tipos de espaço. A natureza, o segmento de atuação, a fonte da inovação e do recurso, os tipos de parceria e o estágio de desenvolvimento dos empreendimentos, entre outros fatores, irão determinar quais os melhores mecanismos de apoio e as melhores áreas de inovação para os empreendimentos.

anprotec02

Representantes do CITec-Marília

O Centro de Inovação Tecnológica de Marília (CITec-Marília) foi representado no evento pelos professores: Dr. Elvis Fusco (Coordenador do CITec-Marília) e Dr. Fábio Dacêncio Pereira (Gestor do CITec-Marília) que apresentaram os trabalhos “Ambiente Sustentável de Inovação: Estudo de Caso do Centro de Inovação Tecnológica de Marília (CITec-Marília)” e “Plataforma de Inteligência de Negócios Baseada em Estruturas Informacionais Semânticas: Modelo Computacional e Informacional de Apoio aos Ambientes de Inovação”.

O CITec-Marília também esteve presente no stand da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação do Governo de São Paulo junto com os Parques Tecnológicos do Estado por meio de um vídeo institucional que mostra a estrutura e o serviços oferecidos para as empresas de Marília e região pelo CITec-Marília e o Centro Incubador de Empresas de Marília (CIEM).

anprotec03

Prof. Dr. Elvis Fusco (Coordenador do CITec-Marília), Andréa Correa Franco (Responsável pelos Centros de Inovação Tecnológica do Estado de SP), Prof. Dr. Fábio Dacêncio Pereira (Gestor do CITec-Marília), Margareth Lopes Leal (Responsável pelos Parques Tecnológicos do Estado de SP) e Elizabeth Correa (Subsecretária do Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação)

O Univem, entidade gestora do CITec-Marília e do CIEM, sendo associado da Anprotec, teve os representantes do CITec-Marília participando da Assembleia Geral que discutiu políticas de incentivo aos ambientes de empreendimentos inovadores para o ano de 2017.

Meetup Share de Marília

logo_meetups

Faltam apenas duas semanas para o primeiro Meetup Share de Marília, evento que promoverá networking e troca de experiências!

Será dia 13 de outubro às 18h30, no Auditório Shunji Nishimura – Univem.

O Willians Marques, CEO da Tray, falará a respeito da cultura de ser um empreendedor, além de um empreendedor da região trazido pelo SEBRAE para trocar algumas experiências com vocês.

Inscrevam-se em: http://meetupshare.herokuapp.com.

 

Marília recebe reconhecimento de APL em TI

Aconteceu nesta terça (27/09) evento de lançamento oficial do APL TI Marília em comemoração ao recente reconhecimento do Governo do Estado de São Paulo ao polo de Tecnologia da Informação de Marília que incluiu a cidade na Rede Paulista de Arranjos Produtivos Locais da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (www.desenvolvimento.sp.gov.br/lista-de-apls).

O evento reuniu empresários do setor, associados da ASSERTI, autoridades e convidados. Marília está oficialmente no radar paulista e nacional da Tecnologia da Informação e bons investimentos e eventos vão acontecer no setor.

006.jpg

Juliana Arnaut de Santana, diretora técnica responsável pelo Programa de Fomento aos Arranjos Produtivos Locais, explica que os Arranjos Produtivos Locais (APLs) são são concentrações de empresas que atuam em atividades similares ou relacionadas, que, sob uma estrutura de governança comum, mantém vínculos de articulação, interação, aprendizagem e cooperação entre si e com outras entidades públicas e privadas..

Segundo Juliana, uma das vantagens do APL é facilitar o acesso de micro, pequenas e médias empresas a programas de gestão empresarial, mercado, processo, produtos e linhas de financiamento, visando ao seu fortalecimento no mercado interno e acesso ao externo. Outra vantagem é incentivar a troca de informações entre as próprias empresas, com as entidades de classe, governos e instituições de ensino e pesquisa. Essa interação entre as empresas aprimora suas vantagens competitivas, vislumbrando um cenário de estratégias de crescimento e desenvolvimento e não mais de concorrência predatória.

A elaboração do projeto de solicitação do credenciamento foi realizada pela Asserti (Associação de Empresas de Serviços de Tecnologia da Informação) e protocolada na Coordenadoria de Desenvolvimento Regional e Territorial do Governo do Estado em 25 de agosto de 2016. Em 06 de setembro, o Governo do Estado divulgou o credenciamento do APL TI Marília que a, partir de agora, a Asserti passa a ser a entidade gestora que exerce a governança do APL.

Para solicitar o credenciamento, a Asserti elaborou projeto que demonstra a existência de um aglomerado de empresas de TI localizadas na região de Marília que apresentam uma especialização produtiva e mantém vínculos de articulação, interação, cooperação e aprendizagem entre si, isso inclui parcerias com a Prefeitura, associações empresariais, instituições de crédito, ensino e pesquisa e entidades representativas.

O APL TI Marília é composto por empresas atuantes no ramo de Tecnologia da Informação, por instituições de ensino públicas e privadas, por entidades sem fins lucrativos, associações de classe, comunidades científicas, órgãos de fomento e órgãos públicos, localizados em Marília e cidades circunvizinhas, todos trabalhando em parceria para crescimento e desenvolvimento empresarial, social e econômico da região do centro-oeste do Estado de São Paulo. São mais de 200 empresas gerando mais de 2.500 empregos diretos e indiretos em mais de 13 cidades da região.

O Prof. Dr. Elvis Fusco, presidente da Asserti, palestrou sobre o APL TI Marília, destacando a importância da conquista: “com o credenciamento do APL TI Marília, as empresas poderão se beneficiar das oportunidades que serão geradas pela Rede Paulista de APLs, independentemente de ser ou não associadas da Asserti. Por meio do APL, vamos ampliar a aceleração do desenvolvimento econômico local e regional, além de destacar as empresas de TI da região e torná-las ainda mais competitivas”.

008.jpg

Entre os benefícios permanentes do reconhecimento, estão o acesso a projetos e recursos dos órgãos que compõem a Rede Paulista de APLs e a habilitação do APL para utilizar recursos priorizados no Orçamento do Estado para Arranjos Produtivos Locais.

“Com este reconhecimento formal, nosso município passou a integrar um grupo de elite no cenário da Tecnologia da Informação no estado de SP, considerando que dentre os 645 municípios paulistas somente 5 cidades possuem o reconhecimento oficial de APL na área de Tecnologia da Informação”, destaca Elvis.

Outro fato relevante é que no Centro Oeste Paulista, Marília é única cidade que possui um APL reconhecido e credenciado seja em qualquer área industrial. Tal fato se deve ao intenso trabalho da equipe de pesquisadores, da organização e atuação das empresas associadas da Asserti e da Prefeitura de Marília, trabalhando de forma sinérgica na busca de melhores resultados competitivos para os empresários que optam por investir em Marília.

Para conhecer mais sobre a ASSERTI acesse o site da instituição: www.asserti.org.br ou pelo telefone: (14) 2105-0800 Ramal 354.

Polo de TI de Marília é reconhecido como APL pelo Governo de SP

Evento de lançamento oficial ocorre nesta terça (27/09)

apltimarilia.png

O Governo do Estado de São Paulo reconheceu oficialmente a cidade de Marília como polo de Tecnologia da Informação com o credenciamento do Arranjo Produtivo Local de Tecnologia da Informação de Marília (APL TI Marília) à Rede Paulista de Arranjos Produtivos Locais da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (www.desenvolvimento.sp.gov.br/lista-de-apls).

Os Arranjos Produtivos Locais (APLs) são concentrações de empresas que atuam em atividades similares ou relacionadas, que, sob uma estrutura de governança comum, cooperam entre si e com outras entidades públicas e privadas.

Segundo Juliana Arnaut de Santana, diretora técnica responsável pelo Programa de Fomento aos Arranjos Produtivos Locais, uma das vantagens do APL é facilitar o acesso de micro, pequenas e médias empresas a programas de gestão empresarial, mercado, processo, produtos e linhas de financiamento, visando ao seu fortalecimento no mercado interno e acesso ao externo. Outra vantagem é incentivar a troca de informações entre as próprias empresas, com as entidades de classe, governos e instituições de ensino e pesquisa. Essa interação entre as empresas aprimora suas vantagens competitivas, vislumbrando um cenário de estratégias de crescimento e desenvolvimento e não mais de concorrência predatória.

A elaboração do projeto de solicitação do credenciamento foi realizada pela Asserti (Associação de Empresas de Serviços de Tecnologia da Informação) e protocolada na Coordenadoria de Desenvolvimento Regional e Territorial do Governo do Estado em 25 de agosto de 2016. A partir deste credenciamento, a Asserti passa a ser a entidade gestora que exerce a governança do APL de TI de Marília.

Para solicitar o credenciamento, a Asserti elaborou projeto que demonstra a existência de um aglomerado de empresas de TI localizadas na região de Marília que apresentam uma especialização produtiva e mantém vínculos de articulação, interação, cooperação e aprendizagem entre si, isso inclui parcerias com a Prefeitura, associações empresariais, instituições de crédito, ensino e pesquisa e entidades representativas.

Reconhecido pelo Governo do Estado do São Paulo como Arranjo Produtivo Local em 06 de setembro de 2016, o Polo de Tecnologia da Informação de Marília é apontado como referência em organização, sinergia e prospecção de investimentos, especialmente por meio das articulações entre poder público, instituições de ensino, empresários.

O Prof. Dr. Elvis Fusco, presidente da Asserti, explica a importância da conquista: “com o credenciamento do APL TI Marília, as empresas poderão se beneficiar das oportunidades que serão geradas pela Rede Paulista de APLs, independentemente de ser ou não associadas da Asserti. Por meio do APL, vamos ampliar a aceleração do desenvolvimento econômico local e regional, além de destacar as empresas de TI da região e torná-las ainda mais competitivas”.

Entre os benefícios permanentes do reconhecimento, estão o acesso a projetos e recursos dos órgãos que compõem a Rede Paulista de APLs e a habilitação do APL para utilizar recursos priorizados no Orçamento do Estado para Arranjos Produtivos Locais.

“Com este reconhecimento formal, nosso município passou a integrar um grupo de elite no cenário da Tecnologia da Informação no estado de SP, considerando que dentre os 645 municípios paulistas somente 5 cidades possuem o reconhecimento oficial de APL na área de Tecnologia da Informação”, destaca Elvis.

Outro fato relevante é que no Centro Oeste Paulista, Marília é única cidade que possui um APL reconhecido e credenciado seja em qualquer área industrial. Tal fato se deve ao intenso trabalho da equipe de pesquisadores, da organização e atuação das empresas associadas da Asserti e da Prefeitura de Marília, trabalhando de forma sinérgica na busca de melhores resultados competitivos para os empresários que optam por investir em Marília.

O lançamento oficial do APL TI Marília acontece nesta terça (27/09) às 10h30 no Auditório Shunji Nishimura do Univem com a participação de representantes das empresas de TI da região, da Asserti, da Prefeitura de Marília, do CIESP, da ACIM, do SEBRAE e convidados.

O evento é aberto ao público, para mais informações acesse www.asserti.org.br ou pelo telefone: (14) 2105-0800 Ramal 354.

Serviço:

  • Evento: Lançamento Oficial do APL TI Marília
  • Data: 27 de setembro
  • Horário: 10h30
  • Local: Auditório Shunji Nishimura (Campus do Univem)
  • Endereço: Avenida Hygino Muzzi Filho, 529 – Marília/SP

Representante do CITec-Marília visita Parque Tecnológico de Sergipe

O Prof. Dr. Fábio Dacêncio Pereira, Gestor do CITec-Marília e docente dos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação do UNIVEM, visitou o SergipeTec (Parque Tecnológico de Sergipe), em Aracaju, com o objetivo de trocar experiências e enriquecer o projeto do Parque Tecnológico de Marília sob os pontos de vista de gestão, inovação tecnológica e estratégias de curto, médio e longo prazo para ambientes de inovação.

O Prof. Fábio foi recebido pelo gestor do SergipeTec, Marcelo  Dósea,  pela gestora de Tecnologia da Informação do SergipeTec, Carla Almeida e pelos professores da Universidade Federal de Sergipe (UFS), Dr. Edward Moreno Ordonez e Dra. Elena Ordonez.

Prof. Fábio Dacêncio em reunuião com representantes do SergipeTec

Prof. Fábio Dacêncio em reunuião com representantes do SergipeTec

Além da reunião foi realizada uma visita técnica às instalações do SergipeTec, destacando espaços de pré-incubação, incubação, salas destinadas a empresas consolidadas, laboratórios específicos para as área de vocação do parque tecnológico e áreas de construção que serão concedidas às empresas de maior porte.

O SergipeTec é uma associação privada, sem fins lucrativos, reconhecida como Organização Social Estadual. Em 2016, o Parque abriga 8 empresas, 1 instituição, 10 empresas incubadas, 10 empresas pré-incubadas e 2 Unidades Operacionais (o Centro Catalisador de Competências em Tecnologia da Informação/C3TI e a equipe administrativa do Centro Vocacional Tecnológico/CVT).

A sede definitiva do SergipeTec está sendo construída em uma área de mais de 120.000 m², contígua à Universidade Federal de Sergipe, em local que possibilita total integração entre o ambiente acadêmico, o mercado e o Estado. Foram obtidos para as obras de  infraestrutura, construção do prédio principal e de um Centro Vocacional Tecnológico o montante de R$ 19.500.000.00 provenientes do Ministério da Ciência e Tecnologia – MCT e contrapartidas do Estado de Sergipe. Além de um total de R$ 14.559.153.16 provenientes de FINEP e contrapartida estadual para a construção de Projetos como Biofábricas e laboratórios diversos.

As áreas de vocação do SergipeTec são:

– Biotecnologia – tecnologia de organismos vivos (animal e vegetal)

– Tecnologia da Informação – softwares e serviços de informática

– Energia – petróleo e gás e energias renováveis (solar, eólica, biomassa)

A infraestrutura do Sergipe Parque Tecnológico é constituída por:

– Laboratórios de informática

– Laboratórios de biotecnologia

– Laboratórios de energias renováveis

– Empresas de base tecnológica

– Instituições de pesquisa e fomento

– Instituições empresariais

– Incubadoras de empresas

– Escritórios virtuais

– Sala de videoconferência

– Auditório

– Sala de eventos

– Praça de convivência (lanchonete, restaurante, caixas eletrônicos, banca de revista, Correio)

– Biofábricas

– Escola para a comunidade

– Área verde

– Ciclovia

Por fim, acordos de cooperação serão firmados entre o Centro de Inovação Tecnológica de Marília (CITec-Marília) e o SergipeTec para colaboração entre empresas do sudeste e nordeste, por meio de editais públicos e leis de fomento à inovação, destaca Marcelo  Dósea, Gestor do SergipeTec.

O Prof. Edward Moreno Ordonez destaca a parceira acadêmica entre o UNIVEM e a Universidade Federal de Sergipe (UFS) em projetos de pesquisa há alguns anos. Atualmente o Prof. Fábio Dacêncio é pós-doutorando na Universidade Federal.

Saiba mais sobre o CITec-Marilia em: http://www.inovamarilia.org.br

Conheça o SergipeTec acessando: http://www.sergipetec.org.br

Portal Inova Marília é lançado pela Prefeitura e parceiros

inova.png

O site apoia o empreendedorismo e a inovação

Foi lançado neste dia 24 de fevereiro no auditório da Prefeitura de Marília, o portal Web “Inova Marília”. O evento contou com a presença de diversas autoridades representando o poder público municipal, a câmara municipal, as universidades, as entidades de classe e empresários.

Segundo o Prof. Dr. Elvis Fusco, coordenador do Univem e presidente da Associação de Empresas de Serviços de Tecnologia da Informação (ASSERTI), o Inova Marília é uma iniciativa de entidades representativas da região com o objetivo de fomentar e apoiar programas de inovação, empreendedorismo e desenvolvimento tecnológico em empresas que estejam em estágio inicial ou em processo, por meio da articulação de instituições de ensino, do setor público e privado.

inova3.JPG

Congrega informações e serviços que são oferecidos na cidade de Marília por entidades, poder público e universidades para aqueles que pretendem empreender ou para os empreendedores que desejam iniciar projetos de P&D&I para o fortalecimento do desenvolvimento de suas organizações com base na pesquisa, no desenvolvimento tecnológico e na inovação.

O portal sintetiza as ações que a cidade de Marília tem realizado para diferenciar suas empresas que fazem parte do Sistema Local de Inovação que é composto por entidades que representam instituições de ensino e pesquisa, centros e grupos de pesquisa, incubadora de empresas de base tecnológica, centro de inovação tecnológica, órgãos de classe, órgãos públicos e empresas produtivas locais de iniciativa pública e privada.

Com base neste ambiente de inovação, a cidade teve recentemente o credenciamento do Centro de Inovação de Marília (CITec-Marília) e do Centro Incubador de Empresas (CIEM) no Sistema Paulista de Ambientes de Inovação (SPAI), programa do Governo do Estado de São Paulo que engloba a Rede Paulista de Parques Tecnológicos (SPTec), a Rede Paulista de Centros de Inovação Tecnológica (RPCITec), a Rede Paulista de Incubadoras de Empresas de Base Tecnológica (RPITec), e tem como objetivo apoiar cidades que tenham sistemas locais de inovação e áreas de vocações estabelecidas.

O CITec-Marília e o CIEM, agora integrados ao Sistema Paulista de Ambientes de Inovação do Governo de São Paulo, posicionam-se de maneira estratégica no Sistema Local de Inovação de Marília e região. Esses credenciamentos e a Lei de Incentivo Fiscal aprovada recentemente que reduziu o ISS para 2% para as empresas de TI fortalecem a estratégia da Prefeitura Municipal com vistas à atração de novos investidores e empreendedores proporcionando novos empregos e geração de renda, incentivando a formação e capacitação profissional, a divulgação, o fomento e a disponibilização de serviços tecnológicos e de incremento da inovação nas empresas, por meio, de instituições e centros de pesquisa e desenvolvimento tecnológico e de inovação.

Neste contexto, o portal Inova Marília torna-se um repositório das informações e ações de empreendedorismo e inovação geradas por esse Sistema Local de Inovação que envolve o CITec-Marília, o CIEM, as universidades, as entidades de apoio e as empresas.

Além de conhecer tudo o que a cidade oferece, empreendedores podem encaminhar demandas, pedidos de projeto a serem atendidos pela rede de suporte ao empreendedorismo e à inovação.

Um dos setores mais atuantes no Sistema Local de Inovação é o de Tecnologia da Informação. O setor de TI traz para a cidade recursos, profissionais de alta qualificação, produtos e serviços com alto valor agregado, empresas e prestadores de serviços que, na avaliação do prefeito Vinícius Camarinha, revelam uma vocação econômica tão forte quanto às indústrias de alimentação e metalurgia, tradicionalmente símbolos da cidade.

“Se você considerar que as empresas de TI pagam melhor, hoje elas já provocam uma geração de renda, de salários, muito semelhante à produzida pelas indústrias”, disse o prefeito no lançamento do portal.

inova4.JPG

Vinícius disse que toda a estrutura, serviços e benefícios desse ambiente de empreendedorismo e inovação ainda são temas complexos, que a maioria da população não compreende, mas que em médio e longo prazo terão efeitos “extraordinários” para o desenvolvimento econômico da região.

O reitor do Univem, Dr. Luiz Carlos Macedo Soares, acompanhou a apresentação do site e elogiou a união de empresas, poder público e responsáveis pelo projeto. “Em um momento de crise, de forma simbólica, esse portal é um farol para as empresas que estão começando, que ainda estão em projeto e que podem se beneficiar da tecnologia e da inovação. Digo aos empreendedores: abram suas mentes, o futuro bate à porta e a chave é este portal.”

O diretor do Senai, Ronaldo Sotrate, também elogiou os investimentos e colocou a instituição à disposição das empresas e do sistema de inovação na cidade.

Elvis Fusco afirmou que um desafio será disseminar tanto a cultura do empreendedorismo e da inovação tecnológica entre as empresas como divulgar as informações e os serviços oferecidos no portal. As iniciativas para divulgação devem envolver divulgação de selos, mensagens e informações de acesso em documentos de todos os parceiros do projeto e dos futuros atendidos, além de eventuais campanhas publicitárias.

O Portal Inova Marília é mantido pelo CITec-Marília e pode ser acessado em: www.inovamarilia.org.br.

Do real ao virtual: Objetos e fósseis do Museu de Paleontologia são catalogados em 3D

timthumb

Os objetos e fósseis do Museu de Paleontologia de Marília estão sendo catalogados em 3D para facilitar a interação com o público e melhorar o aprendizado dos visitantes. Todo o processo tecnológico é promovido pela empresa Novitas em parceria com a empresa Guilda3D e o COMPSI(Computing and Information Systems Research Lab) – laboratório de pesquisa vinculado aos cursos de Bacharelado em Ciência da Computação e Sistemas de Informação do UNIVEM (Centro Universitário Eurípides de Marília) – e conta com o apoio da Prefeitura de Marília – por meio da Secretaria Municipal de Trabalho, Desenvolvimento Econômico e Turismo.

“Os catálogos 3D são uma importante ferramenta que, em breve, será disponibilizada aos visitantes do Museu de Paleontologia, que poderão ‘manusear’ fósseis e réplicas de uma forma bastante interativa, conhecer todo o acervo e saber informações sobre onde, quando e como foram descobertos, que animais do passado representam. Enfim, uma tecnologia cada vez mais empregada e acessível ao público, tornando os espaços culturais e turísticos mais atraentes (como o Museu de Paleontologia) e estimulando a busca pelo conhecimento”, destacou William Nava, coordenador do Museu de Paleontologia de Marília.

Segundo o diretor da Novitas, Fábio Rodrigues Jorge, a iniciativa busca transformar a interação entre o público e o acervo em uma grande experiência digital para os frequentadores do Museu. “Conhecer e explorar objetos e ambientes nem sempre é uma tarefa simples. Muitas vezes, o acesso físico é restrito, ou no caso de objetos virtuais, há barreiras que nos impedem de analisá-los em detalhes, como a falta de fotos de qualidade ou a sua ausência em 3D”, ressaltou Fábio Rodrigues Jorge.

“Este trabalho de digitalização vai permitir a geração de modelos 3D para visualizá-los em sistemas computacionais – navegadores, tablets, smartphones e telas sensíveis ao toque, entre outros – e melhorar o dinamismo do aprendizado”, afirmou o Professor Doutor Leonardo Botega, um dos pesquisadores do laboratório COMPSI e docente dos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação do UNIVEM.

Dentre as peças digitalizadas encontram-se partes do Titanossauro e Mariliasuchus, encontrados na região de Marília.

“O Museu de Paleontologia ganha um importante aliado em seu processo de renovação para que possamos transformá-lo num efetivo e permanente produto turístico de Marília. E, agora, com o respaldo do consolidado polo de tecnologia de informação da nossa cidade”, comentou Cássio Luiz Pinto Júnior, secretário municipal de Trabalho, Desenvolvimento Econômico e Turismo.

Para conhecer o trabalho que está sendo desenvolvido para o Museu de Paleontologia de Marília, o interessado já pode acessar o endereço eletrônico: www.catalogo.novitasdi.com.br/mariliasuchus. Mais informações sobre o sobre este trabalho também podem ser consultadas no website da Novitas:www.novitasdi.com.br

Sobre o Museu de Paleontologia

O Museu de Paleontologia de Marília completou 11 anos em novembro de 2015. Por iniciativa do paleontólogo William Nava, que desde 1993 realiza escavações pela região em busca de fósseis de animais da Era dos dinossauros, foi inaugurado em 2004 pela Prefeitura de Marília – por meio da Secretaria Municipal da Cultura.

“É uma honra poder compartilhar todo esse conhecimento adquirido ao longo de tantos anos de pesquisa, estudos e escavações. Recebemos milhares de pessoas do Brasil e também de outros países, pois o Museu é um grande disseminador de conhecimento sobre o tema. Temos essa riqueza em nosso subsolo, que são os fósseis e temos que, na medida do possível, tirar o máximo proveito desses objetos que ficaram preservados, divulgando, expondo e pesquisando”, disse Nava.

O Museu de Paleontologia funciona, de segunda à sexta-feira, das 9 às 17 horas, e está localizado na Avenida Sampaio Vidal, esquina com Av. Rio Branco. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone: 3413-6238.

Fonte: http://marilia.sp.gov.br