Cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação do Univem entre os melhores do país, segundo o MEC

O Ministério da Educação (MEC), por meio do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), divulgou nesta terça-feira (18/12) o resultado das avaliações e apresenta as notas dos principais indicadores de qualidade e desempenho dos cursos superiores no país.

O principal indicador de cursos é o Conceito Preliminar de Curso (CPC) composto por oito componentes, agrupados em quatro dimensões que se destinam a avaliar a qualidade dos cursos de graduação.

WhatsApp-Image-2017-10-09-at-2.16.00-PM
Coworking de startups para alunos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação

Os cursos de Bacharelado em Ciência da Computação e Bacharelado em Sistemas de Informaçãodo Univem obtiveram nota 4 e estão entre os melhores cursos da área de Computação do país. No estado de São Paulo nenhum curso obteve conceito melhor que os cursos do Univem. As notas variam de 1 a 5, sendo que 4 e 5 são consideradas excelentes e notas abaixo de 3 são insatisfatórias.

O Prof. Dr. Elvis Fusco, coordenador dos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação do Univem, explica que os cursos do Univem estão classificados entre os 20% melhores cursos do país. “Nossos cursos se destacam na formação de profissionais preparados para atuar tanto no mercado de Tecnologia da Informação, na pesquisa científica, na docência do ensino superior, como empreendedores de negócios inovadores. O diferencial de formação é percebido na atuação de cada egresso dos cursos e agora o MEC também comprova e atesta a qualidade dos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação do Univem, que nos coloca no mesmo nível de desempenho das melhores universidades públicas do Brasil.”, comemora o coordenador.

Segundo a Profa. Dra. Raquel Cristina Ferraroni Sanches, pró-reitora de graduação do Univem, uma visão didático-pedagógica diferenciada, docentes de alta titulação e investimento em infraestrutura, inovação, empreendedorismo e pesquisa científica colocam os cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação do Univem na lista dos melhores do país. “O Univem desfruta de uma sólida reputação no que se refere à área de Computação e Tecnologia, exemplo disso é que o curso de Ciência da Computação completou 20 anos em 2018. Hoje, estes dois cursos são os únicos bacharelados na área a obterem esse indicador de qualidade na região”, destaca.

A pró-reitora do Univem também menciona outro fator de destaque da avaliação do MEC. “Os cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação do Univem ficaram em primeiro lugar nas dimensões Organização Didático-Pedagógica, Infraestrutura e Instalações Físicas e Oportunidades de Ampliação da Formação entre as instituições do estado de São Paulo e entre os 10 melhores incluindo todas as instituições do país.”, informa a Profa. Raquel.

Para o reitor do Univem, Dr. Luiz Carlos de Macedo Soares, o preparo do discente para a atuação no mundo competitivo e globalizado é outro ponto essencial que diferencia os cursos do Univem. “Essa conquista se deve a um conjunto de fatores, temos uma seleção de professores capacitados e com vivência de mercado, projetos pedagógicos modernos e atualizados, infraestrutura tecnológica única que incluem ambientes de inovação e empreendedorismo digital inseridos no Sistema Paulista de Ambientes de Inovação do Governo de São Paulo, possibilitando que nossos alunos sejam aprovados nos melhores mestrados e doutorados do país da área de Computação, desenvolvam empreendimentos de base tecnológica que são hospedados na própria estrutura da instituição e, por fim, estejam nos melhores cargos do mercado de Tecnologia da Informação das principais empresas do país.”, comemora.

Acompanhe a seguir alguns dos diferenciais que os alunos dos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação do Univem têm à disposição no apoio à formação profissional e acadêmica, que contribuíram para o excelente desempenho na avaliação do MEC:

Elvis Fusco complementa a fala do reitor do Univem, destacando que anualmente alunos formados nos cursos de Bacharelado em Ciência da Computação e Sistemas de Informação obtêm altos rendimentos no POSCOMP – Exame Nacional para Ingresso na Pós-Graduação em Computação, e são admitidos em cursos de mestrado e doutorado em instituições como Usp, Unesp, Unicamp, UFSCar, entre outras, reforçando a importante formação acadêmica oferecida pelo Univem.

UNIVEM recebe selo de Instituição Amiga do Empreendedor

imag-uni
O Centro Universitário Eurípides de Marília – UNIVEM recebeu esta semana o Selo de Instituição Amiga do Empreendedor (IAE), certificação conferida pelo Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) e Ministério da Educação (MEC).

O programa Instituição Amiga do Empreendedor (IAE) tem o objetivo de, em parceria com instituições de ensino superior, fomentar a qualificação e a profissionalização de micro e pequenos empresários no Brasil, além de potenciais empreendedores.

UNIVEM é a única instituição da região a ser conferida com o selo “Instituição Amiga do Empreendedor”

A expectativa do MDIC é que tanto empreendedores quanto estudantes possam ampliar as habilidades e conhecimentos de maneira a aumentar o índice de sucesso e sobrevivência dos pequenos negócios e geração de riqueza para o país.

Também faz parte das metas aprimorar o perfil empreendedor e o ato de empreender, reduzir e mitigar os riscos para o empreendedor, promover os atributos pessoais e competências interdisciplinares que formam a base de um comportamento e mentalidade empresarial como criatividade, espírito de iniciativa, aceitação de risco, autoconfiança, independência, entre outros e contribuir para a geração de conhecimento na educação empreendedora e na instigação de atitudes para o empreendedorismo.

Modelo no estado de São Paulo na governança de ambientes de inovação e no apoio ao empreendedorismo, Marília está entre as cinco principais cidades do Estado em Tecnologia da Informação.
O Centro de Inovação Tecnológica de Marília (Citec-Marília); O Centro Incubador de Empresas de Marília (CIEM) e o Arranjo Produtivo Local de Tecnologia da Informação de Marília (APL TI Marília) – geridos pelo UNIVEM e credenciados pelo governo do Estado, inseriram oficialmente o município dentro do Mapa da Ciência, Tecnologia e da Informação criado pela secretaria da Ciência e Tecnologia do Estado de São Paulo.

Segundo o coordenador do CIEM e CITec-Marília, e coordenador dos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação do UNIVEM Prof. Dr. Elvis Fusco além do reconhecimento e visibilidade, o Selo Instituição Amiga do Empreendedor reforça a importância e os resultado obtidos em termos de ambientes de inovação e empreendedorismo, eventos realizados na área e toda organização didático-pedagógica voltada ao empreendedorismo que colocam o UNIVEM dentro do conceito Universidade Empreendedora.

“O reconhecimento do protagonismo do UNIVEM nas áreas de empreendedorismo digital e inovação já é fato. Somos a única instituição do interior do Estado a manter ambientes de inovação. O selo é importante para mostrar para os empreendedores da região que existe uma instituição que recebe e apoia os empreendedores, bem como, para o MEC, que há no interior de São Paulo uma instituição fazendo um trabalho diferenciado”, destacou.

INOVAÇÃO

Para o reitor do UNIVEM, Dr. Luiz Carlos de Macedo Soares, a certificação é o reconhecimento de todo um trabalho, com foco na inovação e no empreendedorismo, que há anos vem sendo desenvolvido no Centro Universitário.

“Nossa responsabilidade aumenta, ainda mais, a partir de agora. Além de todo o ambiente de inovação que temos, como o CIEM, o CITec, o Arranjo Produtivo Local e o Coworking, estamos caminhando para a instalação do Parque Tecnológico, que vai ser um divisor de águas para Marília e região. Não estranhe se em 10 anos Marília for reconhecida como o Vale do Silício do Brasil”, ressaltou.

O IAE é coordenado por um grupo interinstitucional, formado por representantes do MEC, por meio da Secretaria de Educação Superior (SESu), e do MDIC, por meio da Secretaria Especial da Micro e Pequena Empresa (SEMPE), com o apoio do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), do Conselho Federal de Administração (CFA), do Conselho Federal de Contabilidade (CFC) e das instituições de educação superior.

Univem, Usp e Unesp sediam IX Escola Regional de Informática

O Centro Universitário Eurípides de Marília – Univem realiza, de 12 a 14 de março, a IX Escola Regional de Informática São Paulo/Oeste (ERI SP/Oeste). O evento que tem como objetivo promover a disseminação de conhecimento nas áreas de Computação e Tecnologia da Informação agregando atualização profissional às instituições de ensino superior do estado de São Paulo, contando com a participação de convidados e palestrantes de diversas localidades do país.

Escola Regional de Informática acontece no Univem dias 12 a 14 de março

A ERI SP/Oeste é promovida pela Sociedade Brasileira de Computação (SBC), uma das maiores sociedades científicas do país com atuação diversa em questões nacionais relativas à informática. O evento é organizado por um comitê composto por representantes institucionais da SBC em Instituições de Ensino Superior (IES) do estado, que tenham cursos na área de Computação.

A ERI acontecerá durante 3 dias nas sedes de Marília (Univem), São Carlos (Usp) e Presidente Prudente (Unesp).

Segundo o Prof. Dr. Leonardo Castro Botega, professor dos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação do Univem e coordenador do evento na sede de Marília, serão oferecidas palestras e minicursos abordando temas como inteligência artificial, deep learning e segurança da informação. “O evento é uma importante oportunidade para que os alunos e profissionais de TI da região possam se atualizar com o que há de mais atual na área.”, destacou o professor.

Além das palestras e minicursos, o evento contará com palestras abordando a participação das mulheres na Tecnologia da Informação e Empreendedorismo, com o grupo “Meninas Digitais”, com objetivo de divulgar as diversas facetas da Computação para alunas do ensino médio e dos últimos anos do ensino fundamental no Brasil, visando motivá-las a seguirem carreiras e cursos de nível superior na área de TI.

Todas as atividades serão ministradas por profissionais da USP de São Carlos.

Agenda completa do evento e inscrições: www.sbc.org.br/erispoeste2018

CNPq e Capes lançam chamada do Programa Talentos para Inovação

Coordenação de Comunicação Social do CNPq

O investimento total do novo edital com bolsas de inovação será de R$ 5,5 milhões

Uma parceria envolvendo as principais agências de fomento do país pretende levar às empresas a mão-de-obra e expertise qualificada dos pesquisadores brasileiros. Essa ação está no âmbito do Programa Talentos para Inovação, que pretende incentivar a inserção de novos talentos no mercado de trabalho, com a concessão de bolsas para pesquisadores atuarem nas unidades e polos da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii).

Nesse sentido, foi lançada, nesta quinta-feira, chamada que selecionará bolsistas na modalidade Bolsa Jovens Talentos (BJT). A iniciativa é fruto de um acordo firmado em 2017 entre o Conselho Nacional de Desenvolvimento Cientifíco e Tecnológico (CNPq), a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), o Instituto Euvaldo Lodi (IEL-NC)  e a Embrapii.  O programa abrange 27 áreas de competências tecnológicas.

As inscrições começam em 06 de fevereiro e vão até 12 de março. As bolsas terão duração máxima de doze meses e serão divididas em dois níveis de classificação: BJT,  nível A,  no valor de R$ 7 mil mensais e a BJTnível B, no valor de R$ 4 mil mensais, para pesquisadores com produção científica e tecnológica relevante ou profissional com experiência destacada em projetos de P,D&I. Serão aceitas até três bolsas por projeto.

Para Marcelo Morales, Diretor de Ciências Agrárias, Biológicas e da Saúde e Presidente Substituto do CNPq, a iniciativa é de suma importância para a inovação no Brasil. “Queremos incentivar ainda mais a inovação, que é um dos pilares da missão institucional do CNPq. A parceria entre CNPq, CAPES, EMBRAPII e IEL mostra o empenho e alinhamento das principais entidades de financiamento à pesquisa para que possamos transformar conhecimento em riqueza para o desenvolvimento do Brasil”, afirmou Morales.

Para saber mais ou se inscrever acesse: http://capes.gov.br/bolsas/programas-especiais/programa-talentos-para-inovacao

 

Coordenação de Comunicação Social do CNPq