Cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação do Univem entre os melhores do país, segundo o MEC

O Ministério da Educação (MEC), por meio do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), divulgou nesta terça-feira (18/12) o resultado das avaliações e apresenta as notas dos principais indicadores de qualidade e desempenho dos cursos superiores no país.

O principal indicador de cursos é o Conceito Preliminar de Curso (CPC) composto por oito componentes, agrupados em quatro dimensões que se destinam a avaliar a qualidade dos cursos de graduação.

WhatsApp-Image-2017-10-09-at-2.16.00-PM
Coworking de startups para alunos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação

Os cursos de Bacharelado em Ciência da Computação e Bacharelado em Sistemas de Informaçãodo Univem obtiveram nota 4 e estão entre os melhores cursos da área de Computação do país. No estado de São Paulo nenhum curso obteve conceito melhor que os cursos do Univem. As notas variam de 1 a 5, sendo que 4 e 5 são consideradas excelentes e notas abaixo de 3 são insatisfatórias.

O Prof. Dr. Elvis Fusco, coordenador dos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação do Univem, explica que os cursos do Univem estão classificados entre os 20% melhores cursos do país. “Nossos cursos se destacam na formação de profissionais preparados para atuar tanto no mercado de Tecnologia da Informação, na pesquisa científica, na docência do ensino superior, como empreendedores de negócios inovadores. O diferencial de formação é percebido na atuação de cada egresso dos cursos e agora o MEC também comprova e atesta a qualidade dos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação do Univem, que nos coloca no mesmo nível de desempenho das melhores universidades públicas do Brasil.”, comemora o coordenador.

Segundo a Profa. Dra. Raquel Cristina Ferraroni Sanches, pró-reitora de graduação do Univem, uma visão didático-pedagógica diferenciada, docentes de alta titulação e investimento em infraestrutura, inovação, empreendedorismo e pesquisa científica colocam os cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação do Univem na lista dos melhores do país. “O Univem desfruta de uma sólida reputação no que se refere à área de Computação e Tecnologia, exemplo disso é que o curso de Ciência da Computação completou 20 anos em 2018. Hoje, estes dois cursos são os únicos bacharelados na área a obterem esse indicador de qualidade na região”, destaca.

A pró-reitora do Univem também menciona outro fator de destaque da avaliação do MEC. “Os cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação do Univem ficaram em primeiro lugar nas dimensões Organização Didático-Pedagógica, Infraestrutura e Instalações Físicas e Oportunidades de Ampliação da Formação entre as instituições do estado de São Paulo e entre os 10 melhores incluindo todas as instituições do país.”, informa a Profa. Raquel.

Para o reitor do Univem, Dr. Luiz Carlos de Macedo Soares, o preparo do discente para a atuação no mundo competitivo e globalizado é outro ponto essencial que diferencia os cursos do Univem. “Essa conquista se deve a um conjunto de fatores, temos uma seleção de professores capacitados e com vivência de mercado, projetos pedagógicos modernos e atualizados, infraestrutura tecnológica única que incluem ambientes de inovação e empreendedorismo digital inseridos no Sistema Paulista de Ambientes de Inovação do Governo de São Paulo, possibilitando que nossos alunos sejam aprovados nos melhores mestrados e doutorados do país da área de Computação, desenvolvam empreendimentos de base tecnológica que são hospedados na própria estrutura da instituição e, por fim, estejam nos melhores cargos do mercado de Tecnologia da Informação das principais empresas do país.”, comemora.

Acompanhe a seguir alguns dos diferenciais que os alunos dos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação do Univem têm à disposição no apoio à formação profissional e acadêmica, que contribuíram para o excelente desempenho na avaliação do MEC:

Elvis Fusco complementa a fala do reitor do Univem, destacando que anualmente alunos formados nos cursos de Bacharelado em Ciência da Computação e Sistemas de Informação obtêm altos rendimentos no POSCOMP – Exame Nacional para Ingresso na Pós-Graduação em Computação, e são admitidos em cursos de mestrado e doutorado em instituições como Usp, Unesp, Unicamp, UFSCar, entre outras, reforçando a importante formação acadêmica oferecida pelo Univem.

UNIVEM recebe selo de Instituição Amiga do Empreendedor

imag-uni
O Centro Universitário Eurípides de Marília – UNIVEM recebeu esta semana o Selo de Instituição Amiga do Empreendedor (IAE), certificação conferida pelo Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) e Ministério da Educação (MEC).

O programa Instituição Amiga do Empreendedor (IAE) tem o objetivo de, em parceria com instituições de ensino superior, fomentar a qualificação e a profissionalização de micro e pequenos empresários no Brasil, além de potenciais empreendedores.

UNIVEM é a única instituição da região a ser conferida com o selo “Instituição Amiga do Empreendedor”

A expectativa do MDIC é que tanto empreendedores quanto estudantes possam ampliar as habilidades e conhecimentos de maneira a aumentar o índice de sucesso e sobrevivência dos pequenos negócios e geração de riqueza para o país.

Também faz parte das metas aprimorar o perfil empreendedor e o ato de empreender, reduzir e mitigar os riscos para o empreendedor, promover os atributos pessoais e competências interdisciplinares que formam a base de um comportamento e mentalidade empresarial como criatividade, espírito de iniciativa, aceitação de risco, autoconfiança, independência, entre outros e contribuir para a geração de conhecimento na educação empreendedora e na instigação de atitudes para o empreendedorismo.

Modelo no estado de São Paulo na governança de ambientes de inovação e no apoio ao empreendedorismo, Marília está entre as cinco principais cidades do Estado em Tecnologia da Informação.
O Centro de Inovação Tecnológica de Marília (Citec-Marília); O Centro Incubador de Empresas de Marília (CIEM) e o Arranjo Produtivo Local de Tecnologia da Informação de Marília (APL TI Marília) – geridos pelo UNIVEM e credenciados pelo governo do Estado, inseriram oficialmente o município dentro do Mapa da Ciência, Tecnologia e da Informação criado pela secretaria da Ciência e Tecnologia do Estado de São Paulo.

Segundo o coordenador do CIEM e CITec-Marília, e coordenador dos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação do UNIVEM Prof. Dr. Elvis Fusco além do reconhecimento e visibilidade, o Selo Instituição Amiga do Empreendedor reforça a importância e os resultado obtidos em termos de ambientes de inovação e empreendedorismo, eventos realizados na área e toda organização didático-pedagógica voltada ao empreendedorismo que colocam o UNIVEM dentro do conceito Universidade Empreendedora.

“O reconhecimento do protagonismo do UNIVEM nas áreas de empreendedorismo digital e inovação já é fato. Somos a única instituição do interior do Estado a manter ambientes de inovação. O selo é importante para mostrar para os empreendedores da região que existe uma instituição que recebe e apoia os empreendedores, bem como, para o MEC, que há no interior de São Paulo uma instituição fazendo um trabalho diferenciado”, destacou.

INOVAÇÃO

Para o reitor do UNIVEM, Dr. Luiz Carlos de Macedo Soares, a certificação é o reconhecimento de todo um trabalho, com foco na inovação e no empreendedorismo, que há anos vem sendo desenvolvido no Centro Universitário.

“Nossa responsabilidade aumenta, ainda mais, a partir de agora. Além de todo o ambiente de inovação que temos, como o CIEM, o CITec, o Arranjo Produtivo Local e o Coworking, estamos caminhando para a instalação do Parque Tecnológico, que vai ser um divisor de águas para Marília e região. Não estranhe se em 10 anos Marília for reconhecida como o Vale do Silício do Brasil”, ressaltou.

O IAE é coordenado por um grupo interinstitucional, formado por representantes do MEC, por meio da Secretaria de Educação Superior (SESu), e do MDIC, por meio da Secretaria Especial da Micro e Pequena Empresa (SEMPE), com o apoio do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), do Conselho Federal de Administração (CFA), do Conselho Federal de Contabilidade (CFC) e das instituições de educação superior.

Univem, Usp e Unesp sediam IX Escola Regional de Informática

O Centro Universitário Eurípides de Marília – Univem realiza, de 12 a 14 de março, a IX Escola Regional de Informática São Paulo/Oeste (ERI SP/Oeste). O evento que tem como objetivo promover a disseminação de conhecimento nas áreas de Computação e Tecnologia da Informação agregando atualização profissional às instituições de ensino superior do estado de São Paulo, contando com a participação de convidados e palestrantes de diversas localidades do país.

Escola Regional de Informática acontece no Univem dias 12 a 14 de março

A ERI SP/Oeste é promovida pela Sociedade Brasileira de Computação (SBC), uma das maiores sociedades científicas do país com atuação diversa em questões nacionais relativas à informática. O evento é organizado por um comitê composto por representantes institucionais da SBC em Instituições de Ensino Superior (IES) do estado, que tenham cursos na área de Computação.

A ERI acontecerá durante 3 dias nas sedes de Marília (Univem), São Carlos (Usp) e Presidente Prudente (Unesp).

Segundo o Prof. Dr. Leonardo Castro Botega, professor dos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação do Univem e coordenador do evento na sede de Marília, serão oferecidas palestras e minicursos abordando temas como inteligência artificial, deep learning e segurança da informação. “O evento é uma importante oportunidade para que os alunos e profissionais de TI da região possam se atualizar com o que há de mais atual na área.”, destacou o professor.

Além das palestras e minicursos, o evento contará com palestras abordando a participação das mulheres na Tecnologia da Informação e Empreendedorismo, com o grupo “Meninas Digitais”, com objetivo de divulgar as diversas facetas da Computação para alunas do ensino médio e dos últimos anos do ensino fundamental no Brasil, visando motivá-las a seguirem carreiras e cursos de nível superior na área de TI.

Todas as atividades serão ministradas por profissionais da USP de São Carlos.

Agenda completa do evento e inscrições: www.sbc.org.br/erispoeste2018

APROVADOS Alunos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação são aprovados em programas de Mestrado


 

Consolidando a tradição do Univem de aprovar 100% dos alunos que buscam dar continuidade em seus estudos em nível de pós-graduação Stricto-Sensu, concluintes, em 2017, dos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação do Univem foram admitidos nos principais programas de mestrado do País.

Entre os aprovados estão os bacharéis em Ciência da Computação: Valdir Júnior, Claudemir Brito Júnior, Thiago Aparecido Gonçalves da Costa, Fernanda Mayumi Ohnuma Tachibana, Matheus Ferraroni Sanches e Lucas Zanco Ladeira e os bacharéis em Sistemas de Informação: Gustavo Martos Caceres Pereira e Jordana Nogueira Silva.

Com foco no empreendedorismo e na pesquisa científica e tecnológica e por conta do cenário de inovação existente em Marília por meio do Centro de Inovação Tecnológica de Marília (CITec-Marília), do Centro Incubador de Empresas de Marília (Ciem) e do InnovaSpace Coworking – ambientes geridos pelo Univem e credenciados pelo Governo do Estado – e  em breve o Parque Tecnológico, Valdir Júnior, optou pelo mestrado em Ciência da Informação na Unesp de Marília, ele também foi aprovado na USP e UFSCar. “A matriz curricular e o incentivo à iniciação científica e ao empreendedorismo durante todo o curso foram fundamentais para a preparação e aprovação no mestrado. Hoje, por conta do Univem, Marília tem um cenário muito promissor para quem quer, como eu, investir numa startup e na área acadêmica, por que não”, comentou.

Aprovado no programa de Mestrado da USP São Carlos em Engenharia de Software e Sistemas de Informação, Claudinei Brito Júnior destacou o conteúdo programático e o fomento às pesquisas e publicações como diferenciais do Univem. “O curso oferece uma matriz curricular que atende não apenas as exigências do mercado, mas prepara o aluno para o mestrado e doutorado”, disse.

Fernanda Tachibana dedicou três anos e meio dos quatro anos da graduação à iniciação científica. Foi bolsista do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp). “Esse é o diferencial do Univem: oferecer ao aluno oportunidades de pesquisa para que possam concorrer de igual pra igual com alunos das instituições públicas”.
Agregar mais qualificação no currículo profissional. Esse é o objetivo do bacharel em Ciência da Computação, Matheus Ferraroni Sanches, aprovado no Mestrado da Unicamp em Computação. Para ele, a estrutura do Univem como o laboratório de pesquisa em Computação e Sistemas de Informação, COMPSI – Computing and Information Systems Research Lab, e a orientação dos professores orientadores preparam os alunos para essa nova fase. “A faculdade mostra os caminhos, e vai dos alunos seguir esse caminho e chegar lá”, afirmou.

Já com foco na academia, Lucas Ladeira, também aprovado no mestrado da Unicamp, destacou o trabalho dos professores e orientadores do Univem no processo de escolha. “Desde o primeiro ano os alunos são incentivados à pesquisa. O Mestrado vai me preparar para compartilhar o conhecimento adquirido aqui”, salientou.

A formação mais profunda, com o objetivo de se preparar para área acadêmica também é a meta de Gustavo Pereira, aprovado no programa de Mestrado da Unesp de Marília em Ciência da Informação. “A vida acadêmica sempre me interessou e ao longo da graduação isso só cresceu. A iniciação científica e o incentivo à pesquisa foram cruciais para reforçar meu interesse pelo Mestrado Acadêmico”.

Concluinte do curso de Sistemas de Informação, Jordana Silva segue agora para o Mestrado em Interação Humano-Computador na Universidade Federal de São Carlos. “Não temos por que perder tempo. Principalmente na nossa área, o mestrado é fundamental. O mercado está cada vez mais exigente e a qualificação é essencial”, ressaltou.

O coordenador dos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação, Prof. Dr. Elvis Fusco, explicou que os cursos da área de TI do Univem têm como base os pilares da formação voltada à atuação profissional, ao empreendedorismo e inovação e à pesquisa científica. “Esse resultado da aprovação dos nossos alunos em programas de mestrado é fruto do investimento existente na pesquisa científica desde o 1º ano e na orientação de professores com alta formação acadêmica. Temos alunos com bolsa de pesquisa de órgãos de fomento como CNPq  e Fapesp e de empresas que investem na pesquisa científica para a realização de projetos de inovação”, destacou.

Aprovados em programas de Mestrado:

 

Na foto, em pé (da esquerda para a direita) os alunos Jordana Silva, Thiago Costa, Matheus Sanches e Lucas Ladeira e, sentados, Valdir Júnior, Gustavo Caceres Pereira, Fernanda Tachibana e Claudemir Brito.

Da Olimpíada de Informática ao ingresso no Mestrado
Thiago Costa participou em 2013 da 1ª Olimpíada de Informática promovido pelo Univem para alunos do Ensino Médio. De lá pra cá, ingressou no curso de Ciência da Computação, estagiou na empresa Boa Vista Serviços que mantém um centro de inovação dentro do campus do Univem com vagas exclusivas para alunos dos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação, foi contemplado com bolsas de pesquisa do CNPq, estagiou no Núcleo de Educação à Distância e foi contemplado no Programa Santander Universidades com bolsa de estudo na Europa. Caminhos oferecidos pelo Univem que o ajudaram a ser aprovado no Mestrado em Ciência da Computação na USP de São Carlos. “O Univem proporciona aos alunos vantagens que outras instituições de ensino superior não oferecem. A partir do segundo ou terceiro ano não existem alunos que não estejam trabalhando na área ou fazendo pesquisa com bolsa. O Univem prepara os alunos para os caminhos que eles quiserem seguir”, afirmou.

 

Univem sedia 2º Marília Startup Pitch Day

Acontece neste sábado (11/11) o 2º Marília Startup Pitch Day, evento promovido pelo Centro de Inovação Tecnológica de Marília – CITec-Marília em parceria com os cursos de pós-graduação do Univem.

O evento tem como objetivo a apresentação de projetos inovadores de startups de alunos da graduação e pós-graduação do Univem, de empreendedores do Centro Incubador de Empresas de Marília – Ciem, do InnovaSpace Coworking e da região de Marília.

As apresentações acontecem a partir das 8h30 em formato de posters no InnovaSpace Coworking e de pitchs de 1 e 5 minutos no Auditório Shunji Nishimura.

InnovaSpace Coworking

Os empreendedores apresentarão seus projetos para mais de 30 avaliadores, mentores e investidores que poderão ajudar a alavancar os empreendimentos de base tecnológica.

O evento é aberto ao público e ao final os melhores projetos serão premiados pelas empresas Locaweb, GAA Start, Programa Visão de Mercado, TBS Consultoria, Vilage Marcas e Patentes e pelo InnovaSpace.

Segundo o coordenador do evento, Prof. Dr. Elvis Fusco, foram mais de 50 projetos submetidos e 35 projetos aprovados para a exposição. “Este é o maior evento de startups da região e isso é comprovado tanto pela quantidade como pela qualidade e maturidade dos projetos que poderão ser comprovados durante as apresentações”, comemora Elvis, que também é coordenador do CITec-Marília.

Marília atualmente é reconhecida nacionalmente pelos seus ambientes de inovação que são tidos como modelo pelo Governo de São Paulo para outras cidades que buscam criar centros de inovação e incubadoras de empresas e com o recém inaugurado espaço de coworking, o Univem, que já era a entidade gestora do CITec-Marília e do Ciem, consolida-se ainda mais como a principal entidade de ensino superior do estado na formação superior baseada na tecnologia, empreendedorismo e inovação.

“O InnovaSpace Coworking com somente um mês de inaugurado conta com 15 startups e algumas delas estarão presentes no Marília Startup Pitch Day reforçando a nova vocação da cidade de Marília para o setor de Tecnologia da Informação”, conclui Elvis Fusco.

Centro de Inovação Tecnológica de Marília inaugura espaço de coworking para startups

Foi inaugurado, nesta terça-feira (26/09), o InnovaSpace Coworking, ambiente de empreendedorismo e inovação, instalado no Centro de Inovação Tecnológica de Marília – CITec-Marília no campus do Centro Universitário Eurípides de Marília – Univem.
Atualmente, o CITec-Marília, que já conta com o Centro Incubador de Empresas de Marília – Ciem, ambos os ambientes tem a Fundação de Ensino “Eurípides Soares da Rocha” como entidade gestora, e mantém mais de 25 empresas de base tecnológica residentes nos modelos de incubação, pós-incubação e centros privados de inovação.

Segundo o Prof. Dr. Elvis Fusco, coordenador do CITec-Marília, o InnovaSpace Coworking consiste em um ambiente no ecossistema de inovação de Marília que representa muito mais do que uma nova forma de se relacionar com a estrutura de trabalho. “Além do compartilhamento de recursos, se caracteriza pela sinergia que se desenvolve quando pessoas de diferentes áreas interagem, gerando um fluxo intenso de troca de ideias, colaboração e networking com o objetivo de gerar startups tendo como base a indústria do conhecimento”, explica Fusco.

“O InnovaSpace Coworking faz parte de uma visão moderna de desenvolvimento de negócios de base tecnológica e startups que tem na colaboração um elemento fundamental. Mais que um espaço físico diferenciado, ele é um novo conceito de trabalho, fundamental para criar um ambiente vibrante como queremos para os jovens de Marília”, complementa Elvis Fusco.

Para o Subsecretário Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação, Marcelo Strama, o InnovaSpace Coworking passa a ser porta de entrada para os ambientes de inovação para empresas de base tecnológica nascentes, cujo objetivo é fazer com que os empreendedores tornem a interação e a colaboração entre seus negócios evidente, interagindo ainda mais com os diferentes agentes do ecossistema do CITec-Marília. “O CITec-Marília oferece apoio na incubação, pós-incubação e na criação de centros privados de inovação. Com o InnovaSpace Coworking, passa a oferecer a pré-incubação em que empreendedores que estejam na fase de ideação, encontrarão um ambiente moderno e suportado pela colaboração, networking e aceleração”, comenta Marcelo Strama.

O lançamento do InnovaSpace Coworking reforça ainda mais o protagonismo da cidade de Marília no desenvolvimento de competências nas áreas do empreendedorismo, inovação e tecnologia, que visa unir o conhecimento das instituições de ensino e dos ambientes de inovação e empreendedorismo que são credenciados ao Sistema Paulista de Ambientes de Inovação do Governo de São Paulo, a fim de evoluir o aspecto de inovação no centro-oeste paulista.Clique aqui e veja mais fotos do InnovaSpace Coworking