Chamada de trabalhos: Journal on Advances in Theoretical and Applied Informatics (JADI)

O periódico Journal on Advances in Theoretical and Applied Informatics – JADI, produzido pelo COMPSI (Computing and Information Systems Research Lab), laboratório e centro de pesquisa vinculado aos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação do Centro Universitário Eurípides de Marília (UNIVEM – www.univem.edu.br), está com chamada aberta para a publicação de artigos em seu próximo número.

JADI é uma publicação científica com o objetivo de contribuir com o avanço de áreas correlatas à Informática em geral, promovendo a disseminação de informações técnico-científicas produzidas por pesquisadores e profissionais de grandes centros nacionais e internacionais.

O periódico objetiva ainda se manter como uma publicação internacional de alta qualidade, visibilidade e abrangência, apresentando artigos científicos que representam o estado da arte em aspectos práticos e teóricos de temas relevantes e atuais em Tecnologia da Informação, Gestão, Ciência da Computação, Sistemas de Informação e Ciência da Informação.

A revista tem sua periodicidade semestral e os artigos desse novo número podem ser obtidos no website da revista: www.univem.edu.br/jadi.

A submissão de artigos é aberta em fluxo contínuo.

De forma geral, a JADI publica pesquisa teórica e aplicada dos seguintes temas:

  • Novos modelos, arquiteturas, metodologias e frameworks de design de software;
  • Engenharia de software orientada a modelos;
  • Métodos para segurança, manutenção e confiabilidade em software;
  • Arquitetura da Informação;
  • Recuperação da Informação;
  • Coleta e Mineração de Dados;
  • Análise e Ciência de Dados;
  • Arquiteturas de software e metodologias orientadas a qualidade;
  • Novas ferramentas e ambientes para software;
  • Engenharia de software pervasivo, móvel e ubíquo;
  • Software embarcado ou distribuído;
  • Sistemas de tempo-real, dinâmicos, automação e críticos;
  • Abordagens de inteligência artificial e sistemas autônomos;
  • Sistemas de tomada de decisão e ferramentas de suporte;
  • Sistemas, métodos e modelos de gestão de dados, informação e conhecimento;
  • Gestão da qualidade de dados, informações e conhecimento;
  • Gestão de sistemas de informação;
  • Gestão da informação e inteligência competitiva;
  • Sistemas colaborativos e interação humano-computador;
  • Arquiteturas de agentes, multi-agentes, ontologias, linguagens e protocolos;
  • Ferramentas, aplicações e ambientes WEB;
  • Estudos de caso e tecnologias emergentes;
  • Inovação em tecnologia da informação.
Anúncios

Alunos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação do UNIVEM são aprovados nos principais Programas de Mestrado do Brasil

Consolidando a tradição de aprovar 100% dos alunos dos cursos de Bacharelado em Ciência da Computação e Bacharelado em Sistemas de Informação
em Programas de Mestrado de renome nacional como USP, UNESP, UNICAMP e Universidades Federais, este ano, mais uma vez, todos os alunos que se candidataram foram selecionados e aceitos para mestrado.

Raphael Zanon Rodrigues, Pedro Henrique Parronchi Lopes, Alisson Solitto e Jordan Ferreira Saran são alguns dos alunos formados pelo UNIVEM na área de Tecnologia da Informação que estiveram entre os aprovados este ano.

Graduado em Análise de Sistemas e pós-graduado em Desenvolvimento Web e em Gestão de Projetos pelo UNIVEM, Raphael Zanon Rodrigues foi aprovado no Programa de Mestrado da UNESP de Marília, com projeto de pesquisa na área de machine learning.

Formado em Ciência da Computação, em 2017, pós graduando em 2018, Alisson Solitto passou no Programa de Mestrado da Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR) e na UNESP de Bauru, com projeto na área de Engenharia de Software.

Pedro Henrique Parronchi Lopes se formou em Ciência da Computação em 2016. Este ano resolveu investir no Mestrado da FAMEMA na área da Saúde e Envelhecimento. Encontrou no UNIVEM todo o suporte para encarar esse novo desafio.

Jordan Ferreira Saran possui dupla formação nos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação do UNIVEM e, levou a base do projeto ligado a área criminal, desenvolvido durante a graduação, para o stricto sensu na UNESP de Marília.

Com nota 4 pelo MEC, os cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação do UNIVEM estão conceituados entre os melhores cursos da área de Computação e Tecnologia da Informação do País, ressaltando que nenhuma outra instituição no Estado de SP, incluindo públicas, obtiveram conceito máximo 5.

A excelência e a distinção na formação dos alunos são reconhecidas há muitos anos, seja na formação de profissionais que se destacam na indústria da Computação e da Tecnologia da Informação, na formação de pesquisadores que atuam em instituições de ensino e pesquisa e, também, de empreendedores de negócios inovadores de alto impacto na sociedade.

Capturar

Da esquerda para a direita os ex-alunos do UNIVEM, Alisson Solitto, Pedro Henrique Parronchi Lopes, Jordan Ferreira Saran e Raphael Zanon Rodrigues, aprovados em Programas de Mestrado

Cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação do Univem entre os melhores do país, segundo o MEC

O Ministério da Educação (MEC), por meio do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), divulgou nesta terça-feira (18/12) o resultado das avaliações e apresenta as notas dos principais indicadores de qualidade e desempenho dos cursos superiores no país.

O principal indicador de cursos é o Conceito Preliminar de Curso (CPC) composto por oito componentes, agrupados em quatro dimensões que se destinam a avaliar a qualidade dos cursos de graduação.

WhatsApp-Image-2017-10-09-at-2.16.00-PM
Coworking de startups para alunos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação

Os cursos de Bacharelado em Ciência da Computação e Bacharelado em Sistemas de Informaçãodo Univem obtiveram nota 4 e estão entre os melhores cursos da área de Computação do país. No estado de São Paulo nenhum curso obteve conceito melhor que os cursos do Univem. As notas variam de 1 a 5, sendo que 4 e 5 são consideradas excelentes e notas abaixo de 3 são insatisfatórias.

O Prof. Dr. Elvis Fusco, coordenador dos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação do Univem, explica que os cursos do Univem estão classificados entre os 20% melhores cursos do país. “Nossos cursos se destacam na formação de profissionais preparados para atuar tanto no mercado de Tecnologia da Informação, na pesquisa científica, na docência do ensino superior, como empreendedores de negócios inovadores. O diferencial de formação é percebido na atuação de cada egresso dos cursos e agora o MEC também comprova e atesta a qualidade dos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação do Univem, que nos coloca no mesmo nível de desempenho das melhores universidades públicas do Brasil.”, comemora o coordenador.

Segundo a Profa. Dra. Raquel Cristina Ferraroni Sanches, pró-reitora de graduação do Univem, uma visão didático-pedagógica diferenciada, docentes de alta titulação e investimento em infraestrutura, inovação, empreendedorismo e pesquisa científica colocam os cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação do Univem na lista dos melhores do país. “O Univem desfruta de uma sólida reputação no que se refere à área de Computação e Tecnologia, exemplo disso é que o curso de Ciência da Computação completou 20 anos em 2018. Hoje, estes dois cursos são os únicos bacharelados na área a obterem esse indicador de qualidade na região”, destaca.

A pró-reitora do Univem também menciona outro fator de destaque da avaliação do MEC. “Os cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação do Univem ficaram em primeiro lugar nas dimensões Organização Didático-Pedagógica, Infraestrutura e Instalações Físicas e Oportunidades de Ampliação da Formação entre as instituições do estado de São Paulo e entre os 10 melhores incluindo todas as instituições do país.”, informa a Profa. Raquel.

Para o reitor do Univem, Dr. Luiz Carlos de Macedo Soares, o preparo do discente para a atuação no mundo competitivo e globalizado é outro ponto essencial que diferencia os cursos do Univem. “Essa conquista se deve a um conjunto de fatores, temos uma seleção de professores capacitados e com vivência de mercado, projetos pedagógicos modernos e atualizados, infraestrutura tecnológica única que incluem ambientes de inovação e empreendedorismo digital inseridos no Sistema Paulista de Ambientes de Inovação do Governo de São Paulo, possibilitando que nossos alunos sejam aprovados nos melhores mestrados e doutorados do país da área de Computação, desenvolvam empreendimentos de base tecnológica que são hospedados na própria estrutura da instituição e, por fim, estejam nos melhores cargos do mercado de Tecnologia da Informação das principais empresas do país.”, comemora.

Acompanhe a seguir alguns dos diferenciais que os alunos dos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação do Univem têm à disposição no apoio à formação profissional e acadêmica, que contribuíram para o excelente desempenho na avaliação do MEC:

Elvis Fusco complementa a fala do reitor do Univem, destacando que anualmente alunos formados nos cursos de Bacharelado em Ciência da Computação e Sistemas de Informação obtêm altos rendimentos no POSCOMP – Exame Nacional para Ingresso na Pós-Graduação em Computação, e são admitidos em cursos de mestrado e doutorado em instituições como Usp, Unesp, Unicamp, UFSCar, entre outras, reforçando a importante formação acadêmica oferecida pelo Univem.

UNIVEM recebe selo de Instituição Amiga do Empreendedor

imag-uni
O Centro Universitário Eurípides de Marília – UNIVEM recebeu esta semana o Selo de Instituição Amiga do Empreendedor (IAE), certificação conferida pelo Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) e Ministério da Educação (MEC).

O programa Instituição Amiga do Empreendedor (IAE) tem o objetivo de, em parceria com instituições de ensino superior, fomentar a qualificação e a profissionalização de micro e pequenos empresários no Brasil, além de potenciais empreendedores.

UNIVEM é a única instituição da região a ser conferida com o selo “Instituição Amiga do Empreendedor”

A expectativa do MDIC é que tanto empreendedores quanto estudantes possam ampliar as habilidades e conhecimentos de maneira a aumentar o índice de sucesso e sobrevivência dos pequenos negócios e geração de riqueza para o país.

Também faz parte das metas aprimorar o perfil empreendedor e o ato de empreender, reduzir e mitigar os riscos para o empreendedor, promover os atributos pessoais e competências interdisciplinares que formam a base de um comportamento e mentalidade empresarial como criatividade, espírito de iniciativa, aceitação de risco, autoconfiança, independência, entre outros e contribuir para a geração de conhecimento na educação empreendedora e na instigação de atitudes para o empreendedorismo.

Modelo no estado de São Paulo na governança de ambientes de inovação e no apoio ao empreendedorismo, Marília está entre as cinco principais cidades do Estado em Tecnologia da Informação.
O Centro de Inovação Tecnológica de Marília (Citec-Marília); O Centro Incubador de Empresas de Marília (CIEM) e o Arranjo Produtivo Local de Tecnologia da Informação de Marília (APL TI Marília) – geridos pelo UNIVEM e credenciados pelo governo do Estado, inseriram oficialmente o município dentro do Mapa da Ciência, Tecnologia e da Informação criado pela secretaria da Ciência e Tecnologia do Estado de São Paulo.

Segundo o coordenador do CIEM e CITec-Marília, e coordenador dos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação do UNIVEM Prof. Dr. Elvis Fusco além do reconhecimento e visibilidade, o Selo Instituição Amiga do Empreendedor reforça a importância e os resultado obtidos em termos de ambientes de inovação e empreendedorismo, eventos realizados na área e toda organização didático-pedagógica voltada ao empreendedorismo que colocam o UNIVEM dentro do conceito Universidade Empreendedora.

“O reconhecimento do protagonismo do UNIVEM nas áreas de empreendedorismo digital e inovação já é fato. Somos a única instituição do interior do Estado a manter ambientes de inovação. O selo é importante para mostrar para os empreendedores da região que existe uma instituição que recebe e apoia os empreendedores, bem como, para o MEC, que há no interior de São Paulo uma instituição fazendo um trabalho diferenciado”, destacou.

INOVAÇÃO

Para o reitor do UNIVEM, Dr. Luiz Carlos de Macedo Soares, a certificação é o reconhecimento de todo um trabalho, com foco na inovação e no empreendedorismo, que há anos vem sendo desenvolvido no Centro Universitário.

“Nossa responsabilidade aumenta, ainda mais, a partir de agora. Além de todo o ambiente de inovação que temos, como o CIEM, o CITec, o Arranjo Produtivo Local e o Coworking, estamos caminhando para a instalação do Parque Tecnológico, que vai ser um divisor de águas para Marília e região. Não estranhe se em 10 anos Marília for reconhecida como o Vale do Silício do Brasil”, ressaltou.

O IAE é coordenado por um grupo interinstitucional, formado por representantes do MEC, por meio da Secretaria de Educação Superior (SESu), e do MDIC, por meio da Secretaria Especial da Micro e Pequena Empresa (SEMPE), com o apoio do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), do Conselho Federal de Administração (CFA), do Conselho Federal de Contabilidade (CFC) e das instituições de educação superior.

Alunos vencem Marília Startup Pitch Day com chatbot pra vendas delivery

Alunos do curso de Ciência da Computação do UNIVEM, João Pedro Silva e Douglas Lima, venceram a terceira edição do Marília Startup Pitch Day – maior evento de startups do interior de São Paulo, organizado pelo UNIVEM, por meio do Centro de Inovação Tecnológica de Marília (CITec-Marília) e do Programa de Pós-Graduação da instituição. O evento contou com a participação de mais de 70 projetos de startups e os alunos de Ciência da Computação do UNIVEM apresentaram a startup SEV, fruto do trabalho de conclusão de curso desenvolvido em 2018.

A startup SEV é baseada na tecnologia de chatbot para vendas delivery e como prêmio da conquista do primeiro lugar, foi contemplada com depósito da marca, participação na etapa final do processo seletivo da aceleradora Sevna Startups, gestão estratégica por seis meses, mentoria, estruturação jurídica da startup, contrato para a utilização do InnovaSpace Coworking, entre outros fomentos. “Se no ano passado, já estávamos animados, este ano, com o primeiro lugar, essa animação triplica. Passamos a ter mentorias e ferramentas que não tínhamos, e isso vai ajudar muito”, afirmou João Pedro Silva.

Com apenas 21 anos, esses jovens têm projetos para o futuro. Aliás, um futuro que começou a ser traçado ainda durante a graduação. “O incentivo para o empreendedorismo, que é dado pelos professores, durante a graduação, nos faz enxergar novas possibilidades. Além disso, todo esse ambiente de inovação do UNIVEM é fundamental para que possamos transformar uma ideia em um projeto viável”, destacou Douglas Lima. A startup Sev já entra no mercado com cinco clientes. A expectativa dos empreendedores é chegar a 45 parceiros até o final de 2019.

Segundo o coordenador do CITec-Marília e dos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação do UNIVEM, Prof. Dr. Elvis Fusco, essa conquista da startup Sev, fruto de um trabalho de conclusão de curso, é um dos resultados positivos que a evolução da formação acadêmica oferecida pelos cursos da área de Tecnologia da Informação oferece e destaca os cursos do UNIVEM como um dos únicos do estado a oferecer as possibilidades de empregabilidade, formação para a pesquisa e ciência e estímulo ao empreendedorismo de negócios inovadores.

“Enxergamos que o futuro das relações de trabalho vai mudar muito nos próximos anos e os alunos que estamos formando tem que estar preparados para atuar no mercado como profissionais líderes na área de TI, para poder evoluir na carreira dentro da educação continuada, mas também têm que estar preparados para empreender. Nós temos dentro dos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação um conceito de perfil de formação voltado para o empreendedorismo, para o mercado de trabalho e para a pesquisa científica. E essa vocação para o empreendedorismo é mensurada quando nossos alunos conseguem inserir seus negócios inovadores no mercado, como é o caso da Sev”, concluiu o coordenador que também foi o orientador do projeto no trabalho de conclusão de curso.

Coordenador dos cursos de TI do Univem é reeleito presidente da Asserti

O Prof. Dr. Elvis Fusco, coordenador dos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação do Univem, foi reeleito presidente da Asserti – Associação de Empresas de Serviços de Tecnologia da Informação em assembleia de associados realizada no último dia 29 de novembro.

Atual presidente da entidade, Elvis Fusco que coordena o Centro de Inovação Tecnológica de Marília – CITec-Marília e empresário da área de Tecnologia da Informação, presidirá a Asserti no triênio 2019-2021 e apresenta as propostas que terão destaque nos próximos anos à frente da entidade. “No intuito de elevar a conscientização da relevância do setor de TI na esfera pública e no âmbito da sociedade, a Asserti continuará liderando processos de apresentação e apoio a propostas e ações no estímulo a novas tendências mercadológicas por meio da tecnologia e da inovação e ao desenvolvimento de ambientes competitivos para seus associados com o apoio de ecossistemas de inovação e empreendedorismo digital”.

Elvis Fusco, presidente da Asserti.

“No tocante à questão do capital humano, destaca-se a imperiosa necessidade da entidade fomentar a atração de jovens talentos para a área de TI e a ampliação da formação de profissionais, fator crítico de sucesso para as nossas empresas.”, destaca o presidente da Asserti.

Elvis Fusco explica que a dinamização do ambiente de negócios digitais no interior de São Paulo, no entendimento da entidade, passa pelo aperfeiçoamento das relações de trabalho e seus marcos legais, esforço continuado de desburocratização, fomento à pesquisa, desenvolvimento e inovação, apoio financeiro ao empreendedorismo inovador e a criação de condições para a produção competitiva de serviços de tecnologia e informação.

Sendo atualmente a maior entidade associativa do segmento de Tecnologia da Informação do estado de São Paulo,  a Asserti – instituída em 2012 como resultado da iniciativa de empresários da região de Marília, com o apoio da Acim (Associação Comercial e Industrial de Marília), do Sebrae e do Centro Universitário Eurípides de Marília – Univem, que reconheceram o potencial da região de oferecer produtos e serviços de Tecnologia da Informação.

Instituída com 30 associados em 2012, atualmente com mais de 100 empresas associadas distribuídas em mais de 20 cidades do estado, com representações regionais em Bauru e Botucatu e entidade gestora do Arranjo Produtivo Local de Tecnologia da Informação de Marília, a Asserti, por seu papel no cenário da TI e de inovação no interior de São Paulo, firma-se a cada dia como uma entidade expressiva, representante de uma indústria promissora e de alta capacitação profissional, geradora de produtos e serviços de alto valor agregado, condizente com as demandas sociais e econômicas do país.