Arquivos Mensais: maio 2017

Chamada de propostas de minicursos para a X Semana de Tecnologia da Informação

Estão abertas inscrições de propostas de minicursos para a X Semana de Tecnologia da Informação que acontece no período de 11 a 16 de setembro,  evento promovido pelos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação do Univem com o apoio da ASSERTI (Associação de Empresas de Serviços de Tecnologia da Informação) e do CITec-Marília (Centro de Inovação Tecnológica de Marília)

O minicursos podem ser ministrados por profissionais de Tecnologia da Informação (TI), alunos e ex-alunos e deverão ser de 3 horas e contemplar temas ligados a tecnologia, empreendedorismo e inovação em TI.

As propostas de minicursos devem ser enviadas até 31 de julho para o e-mail  semanati@univem.edu.br com as seguintes informações:

  • Nome do ministrante;
  • Nome da empresa;
  • Tema do minicurso;
  • Breve descrição do minicurso;
  • Experiência do ministrante com o tema;
  • Softwares e equipamentos necessários;
  • Horário:
    [ ] Período Noturno – segunda/sexta (11 à 15 de setembro)
    [ ] Período Manhã – sábado (16 de setembro)

Os participantes que ministrarem minicursos terão isenção da taxa de inscrição no evento e receberão certificado de comprovação da ministração do minicurso.

O resultado das propostas devem sair até o dia 07 de agosto.

Para mais informações sobre o evento, acesse: www.univem.edu.br/semanati2017.

Divulgada a data de realização do POSCOMP 2017

O Exame Nacional para Ingresso na Pós-Graduação em Computação (POSCOMP) é um exame aplicado em todas as regiões do País. Em parceria com a Sociedade Peruana de Computação, desde 2006 o Exame passou a ser realizado no Peru. O POSCOMP testa conhecimentos na área de Computação e tem como objetivo específico avaliar os conhecimentos de candidatos a Programas de Pós-Graduação em Computação oferecidos no Brasil. A grande maioria dos Programas de Pós-Graduação no País utiliza, de alguma forma, o resultado do POSCOMP em seu processo seletivo.

O POSCOMP foi concebido para permitir que os candidatos a cursar Programas de Pós-Graduação em Computação possam participar dos processos seletivos em vários Programas no País, sem a necessidade de deslocamento para a sede de cada um dos Programas postulados pelo candidato, cumprindo assim um forte papel de inclusão social.

O candidato realiza a prova no local mais próximo de onde mora e o resultado de seu exame é enviado para todos Programas que participam do POSCOMP, podendo assim o candidato pleitear vaga em qualquer um dos programas de pós-graduação que participam do POSCOMP.

Os candidatos que realizam o Exame têm acesso ao seu resultado, individualmente, bem como a indicação das questões certas e erradas, a média e o desvio padrão.

O período de inscrições para o POSCOMP 2017 pela internet, através do site http://www.fundatec.org.br é de 13/06 a 15/08/2017 e a prova ocorrerá em 17/09/2017. O edital será divulgado no site da SBC e também no da Fundatec.

Para acessar a lista completa de cidades-sede da prova, acesse:http://www.sbc.org.br/documentos-da-sbc/summary/185-poscomp/1083-locais-de-prova.

Fonte: http://www.sbc.org.br/noticias/1938-divulgada-a-data-de-realizacao-do-poscomp-2017

Cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação levam expertise para Escola Waldemar Moniz

De um lado o conhecimento, a expertise oferecidos pelos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação do Univem, coordenados pelo Prof. Dr. Elvis Fusco. De outro, uma escola com um rico material tecnológico doado pelo Estado, alunos ávidos por aprender e a falta de capacitação. Juntos e embuídos em transformar as plataformas eletrônicas em material didático, nasceu a parceria entre a instituição e a Escola Estadual Waldemar Moniz.

As aulas de robótica, com o uso do arduíno – plataforma de prototipagem eletrônica de hardware livre e de placa única, acontecem duas vezes por semana e são monitoradas pelos alunos Valdeir da Silva Neto e Marcelo de Souza da Silva dos Santos do curso de Sistemas de Informação e orientadas pelo professor do curso de Ciência da Computação e Sistemas de Informação do Univem, Fábio Navarro.

Segundo ele o objetivo é fazer com que com a utilização dos kits, os alunos pensem em programas que interajam e contribuam com o meio. “É o que chamamos de Internet das Coisas. Aqui há um material humano e tecnológico muito importante. Só faltava a capacitação para a utilização do arduíno. Com essa parceria o Univem promove a extensão. Leva seu conhecimento à comunidade”, comentou.

A partir da utilização dos recursos tecnológicos na construção de novas propostas pedagógicas, a escola Waldemar Moniz tem buscado a inclusão digital no ensino. Dentro desse propósito, nasceu o “Projeto Mãos de Aço” que cria meios para os estudantes se apropriarem criticamente das inovações tecnológicas, fundamentais para a participação no mundo do trabalho, a formação acadêmica e cidadania. O projeto é interdisciplinar e promove a integração dos alunos.

Segundo a professora de Física da escola, Nathália Veronezzi  a parceria com o Univem foi fundamental para a realização do projeto. Ainda, de acordo com ela, o contato dos alunos com a universidade é fundamental para ampliar os horizontes dos jovens, que a partir dos laboratórios de informática monitorados pelos alunos e professor da universidade, têm percebido a tecnologia como oportunidade no mercado profissional.

Para o aluno do 3º ano do Ensino Médio, Gabriel Dias Praça, as aulas monitoradas e a parceria com o Univem possibilitou aos alunos um contato ímpar com o meio universitário. “A gente teve e continua tendo um contato que antes não tínhamos com a universidade. Passamos e conhecer as possibilidades oferecidas e o que o mercado tem exigido. Já penso em criar um programa que auxilie os alunos no processo de aprendizagem”, afirmou.

O Prof. Elvis Fusco destaca o fato que esse conhecimento que os estudantes do Univem estão compartilhando com os alunos da escola de Ensino Médio são adquiridos em sala de aula e em projetos de pesquisa. “Nessa parceria nossos alunos exercem o papel de multiplicadores do conhecimento fazendo um papel social muito importante ao ajudar a Escola Waldemar Moniz utilizar esses aparatos tecnológicos que foram adquiridos com recursos públicos e inspirar os jovens do ensino médio a ingressar no mercado de Tecnologia da Informação”, concluiu o coordenador.

Univem realiza palestra sobre startups e aceleradoras

O Univem, por meio dos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação, do Centro de Inovação Tecnológica de Marília (CITec-Marília) e do Centro Incubador de Empresas de Marília (Ciem), realiza nesta sexta (05/05) palestra sobre os ecossistemas de startups e fontes de fomento a empreendimentos inovadores.

A palestra será ministrada pelo CEO da aceleradora Sevna Seed, João Paulo Geroldo, e é direcionada para empreendedores, startups e alunos que estão desenvolvendo seus projetos de empreendedorismo ainda na graduação ou pós-graduação.

Segundo João Paulo Geroldo, CEO do Sevna, o termo “startup” geralmente é associado ao ato de iniciar uma empresa e colocá-la em funcionamento. A startup é um grupo de pessoas à procura de um modelo de negócios repetível e escalável. Na prática são pessoas trabalhando com uma ideia diferente que pode gerar soluções para a sociedade e atender as necessidades de potenciais consumidores.

“Há empresas inovadoras em todos os setores, mas as startups de base tecnológica são mais frequentes, pois muitos perceberam que a maior riqueza do homem é a sua criatividade, que nos permite não precisar de recursos físicos para gerar valor econômico, mas sim de uma boa ideia, técnica e muita vontade.”, explica Geroldo.

Geroldo esclarece que no Brasil existem diversos investidores e grupos de investimento especializados em startups, mas somente as empresas bem preparadas e estruturadas possuem reais condições de receberem investimentos. A aceleradora atua nesse meio-campo entre investidores e empreendedores.

IMG_20160930_151700804

Centro de Inovação Tecnológica de Marília (CITec-Marília)


O Prof. Dr. Elvis Fusco, coordenador dos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação, do CITec-Marília e do Ciem, relata que esta palestra marca a primeira ação da parceria dos ambientes de inovação de Marília (CITec-Marília e CIEM) e a aceleradora Sevna. “Além desta palestra para startups que acontece nesta sexta, iremos oficializar a parceria com a Sevna num evento promovido pela Asserti no Ciesp para empresários e investidores neste sábado às 09h da manhã”, explica o coordenador.

Segundo Fusco, tanto investidores quanto empreendedores de startups da região de Marília poderão a partir de agora estar inseridos nas edições de investimento e aceleração. “Nesta edição de 2017, serão investidos R$ 3,3 milhões em 16 a 24 startups num programa de 18 meses, as startups de Marília e região já poderão, a partir da efetivação desta parceria, participar deste programa de aceleração”, conclui Elvis Fusco.

Agenda:
Palestra sobre Ecossistemas de Startups e Aceleradoras
Data: 05 de maio
Horário: 19h30
Local: Salão Nobre do Univem