Arquivos Mensais: junho 2016

BOLSA MOBILIDADE INTERNACIONAL

BOLSA DE MOBILIDADE INTERNACIONAL

Mais uma oportunidade para universitários Univem € 5.000,00 (cinco mil euros),

 

6b0e5c0b-1f76-4b51-bdb8-ef79f5db72d7

E D I T A L 02/2016

Pró-Reitoria de Pós Graduação, Pesquisa e Extensão e  Pró-Reitoria de Graduação 

 

PROGRAMA FÓRMULA SANTANDER DE BOLSAS DE MOBILIDADE INTERNACIONAL – Edição 2016 

Estão abertas as inscrições para seleção de 1 (um) estudante de graduação ou de pós-graduação (lato sensu ou stricto sensu) do UNIVEM para participação no Programa Fórmula Santander, que concederá bolsa para desenvolvimento de intercâmbio acadêmico no exterior.

Objetivo

O Programa FÓRMULA SANTANDER DE BOLSAS DE MOBILIDADE INTERNACIONAL tem como objetivo o aprimoramento do ensino superior e propiciar experiência de estudo, em renomadas universidades do exterior, a estudantes de graduação e pós-graduação, indicados por instituições de ensino superior conveniadas.

  1. IES estrangeira de destino

A – Universidade indicada pelo candidato, conveniada com o Programa de Bolsas Santander Universidades e aceita e/ou indicada pelo UNIVEM. 

  1. Valor da bolsa

O valor total da bolsa concedida pelo SANTANDER será de R$ 20.150,00 (vinte mil, cento e cinquenta reais), correspondente a € 5.000,00 (cinco mil euros), mediante conversão efetuada como base a cotação do valor de venda do Euro publicada pelo Banco Central do Brasil, relativa à data de lançamento do PROGRAMA – 09/05/2016, destinados a cobrir despesas com passagens aéreas, seguro-saúde, hospedagem e manutenção durante a realização do programa de intercâmbio.

Os demais gastos necessários para a participação no programa, bem como os gastos adicionais deverão ser assumidos pelo aluno, tendo em vista que o valor da bolsa poderá não ser suficiente para cobrir todos os gastos. 

  1. Requisitos conforme carta de princípios gerais do Programa Fórmula Santander de Bolsas e Mobilidade Internacional
  2. Ser aluno REGULARMENTE matriculado em curso de graduação ou pós-graduação do UNIVEM e estar em ordem com suas obrigações institucionais;
  3. Ser brasileiro nato ou naturalizado, pessoa física habilitada à prática de todos os atos da vida civil, nos termos do artigo 5º  do Código Civil (Lei 10.406/2002); maior de 18 anos; não ser funcionário, cônjuge ou parente até segundo grau de funcionário do Banco Santander ou de pessoas envolvidas diretamente no Programa Fórmula Santander de Bolsas de Mobilidade Internacional;
  4. Ter completado todas as disciplinas previstas do primeiro ano ou do primeiro e segundo semestres letivos do curso de graduação;
  1. Ter interesse em participar de cursos/atividades na mesma área de conhecimento do curso que está matriculado no UNIVEM; sendo estudante da graduação, manter trancada a matrícula no ano de 2016, na hipótese de ausentar-se da instituição por mais de 40 dias
  2. Apresentar excelente desempenho acadêmico e elevada frequência às aulas, por meio de apresentação de histórico e boletim acadêmico; Se houver reprovações em Histórico Escolar (no máximo 02 (duas) reprovações), elas já devem ter sido cursadas;
  3. Não ter participado anteriormente de programa de mobilidade internacional apoiado pelo Grupo Santander;
  4. Se for aluno de curso com estrutura curricular anual, comprovar com declaração do Coordenador de Curso que a participação no programa de mobilidade não acarretará atraso na colação de grau do candidato;
  5.  Não ser aluno concluinte, ou seja, não estar em semestre de colação de grau, ou seja, quando retornar da mobilidade o aluno deve ter disciplinas a serem cursadas no UNIVEM para integralização total de seu curso;
  6. Ter participado de Programa de Iniciação Científica ou outro evento institucional que comprove a dedicação à pesquisa e aos estudos;
  7. Ter conta corrente ativa no Banco Santander, para receber o depósito do valor da Bolsa. Será considerada conta corrente ativa no SANTANDER aquela em que o cliente realizou ou autorizou transações como saque, depósito, pagamento de contas, TED nos últimos 89 (oitenta e nove) dias e/ou tenha investimentos (poupança, CDB e Fundos de Investimentos) ou empréstimos (Crédito Pessoal/CDC) vinculados na conta.
  8. Apresentar Carta de motivação, enfatizando porque a experiência de mobilidade   internacional será importante para a vida acadêmica e profissional do candidato;
  9. l. Apresentar documentação que comprove domínio da língua inglesa ou do país em que usufruirá da bolsa;
  10. Apresentar toda a documentação exigida por este Edital, em local e prazos previamente estipulados. Em caso de falta de documento, o candidato será, automaticamente, desclassificado.
  11. Concordar em estudar, durante o período de vigência da bolsa, com dedicação integral na universidade hospedeira, em um programa de estudos aprovado pelas autoridades competentes do UNIVEM;
  12. o. Assinar o Termo de Adesão e concordância com as disposições do Convênio específico, firmado entre o UNIVEM e o Santander, bem como às disposições dos presentes Princípios Gerais do Programa Fórmula Santander de Bolsas de Mobilidade Internacional;
  13. p. O aluno bolsista (selecionado) deverá assumir toda e qualquer despesa necessária para sua participação no programa relativas ao transporte, alojamento, seguros de vida e de saúde, refeições, tarifas acadêmicas e demais gastos;
  14. q. O aluno bolsista deverá, sob sua exclusiva responsabilidade, tomar todas as providências necessárias à viabilização de sua participação no Programa no que se refere à obtenção de vistos, passaporte, passagens, seguro de vida e de saúde e demais providências.
  15. Documentos necessários para inscrição
  16. Formulário eletrônico de candidatura impresso (o formulário deverá ser preenchido até 20/09/2016 às 23h59 (Horário de Brasília), impreterivelmente, no Portal Santander Universidades – site:www.santanderuniversidades.com.br/bolsas).

Após a inscrição, no site do banco, o aluno deverá entregar sua inscrição e documentação comprobatória, no UNIVEM.

  1. Ficha de inscrição preenchida;
  2. Histórico Escolar e Boletim Acadêmico do corrente ano;
  3. Comprovante de domínio de Língua estrangeira.
  4. Critérios de seleção
  • Caberá à Comissão, indicada pela Pró-Reitoria de Graduação, a análise do currículo, do desempenho em pesquisas, e do rendimento escolar no UNIVEM;
  • Sobre a decisão final da comissão avaliadora não caberá recurso de qualquer natureza;
  • Ao inscrever-se para a seleção o(a) candidato(a) aceita todas as cláusulas aqui expostas, concordando de forma irrevogável.
  1. Calendário (considerando o cumprimento de prazos estipulados pelo Santander Universidades)
  2. inscrições:

1ª etapa: inscrições: até 20/09/2016 às 23h59 (Horário de Brasília). – Preenchimento do Formulário eletrônico no site (Portal Santander Universidades).

2ª etapa: Até 24/09/16 – Entrega da documentação na Secretaria da Pró-reitoria de Graduação, horário comercial.

  1. confirmação de participação e entrega do termo de adesão assinado:30/09/16.
  2. divulgação dos alunos classificados: até 07/10/16.
  3. a realização do pagamento da bolsa será realizada em janeiro de 2017, pelo Santander Universidades, diretamente aos bolsistas, em conta corrente, mantida no Santander.
  4. Entrega final de documentação

Local: Secretaria da Pró-reitoria de Graduação do UNIVEM

Horário: das 8 às 12h, das 14h às 17h30min.

Obs.: Todas as inscrições, de graduandos e de pós-graduandos, serão recebidas apenas nesse local. 

  1. Considerações Finais:
  2. apenas serão consideradas válidas as inscrições que preencham todos os requisitos do presente Edital e cujas documentações sejam entregues  dentro dos prazos;
  3. caso o candidato se inscreva on-line, no Programa Fórmula Santander, em IES distinta da indicada no presente Edital, a inscrição não será aceita pela Comissão do UNIVEM;
  4. o valor da bolsa será depositado em janeiro de 2017, conforme consta nos Princípios Gerais do Programa Fórmula de Bolsas de Mobilidade Internacional – Santander Universidades – Edição 2016, em conta corrente do candidato no Banco Santander;

d.. o selecionado deve ceder ao Banco Santander S/A (Brasil), de maneira irrevogável e irretratável, a título gratuito, o Direito de utilizar sua imagem e/ou voz para anúncios relativos à divulgação do Programa Fórmula Santander de Bolsas de Mobilidade Internacional e/ou outros produtos e serviços de interesse da instituição.

De acordo com decisão da Pró-reitoria de Graduação, os estudos realizados no exterior poderão contar como Atividades Complementares ou de Extensão, conforme carga horária expressa em documento a ser expedido pela Universidade que o aluno frequentou e após análise de pertinência pelo Coordenador do Curso no qual é aluno.

 

Representante do CITec-Marília visita Parque Tecnológico de Sergipe

O Prof. Dr. Fábio Dacêncio Pereira, Gestor do CITec-Marília e docente dos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação do UNIVEM, visitou o SergipeTec (Parque Tecnológico de Sergipe), em Aracaju, com o objetivo de trocar experiências e enriquecer o projeto do Parque Tecnológico de Marília sob os pontos de vista de gestão, inovação tecnológica e estratégias de curto, médio e longo prazo para ambientes de inovação.

O Prof. Fábio foi recebido pelo gestor do SergipeTec, Marcelo  Dósea,  pela gestora de Tecnologia da Informação do SergipeTec, Carla Almeida e pelos professores da Universidade Federal de Sergipe (UFS), Dr. Edward Moreno Ordonez e Dra. Elena Ordonez.

Prof. Fábio Dacêncio em reunuião com representantes do SergipeTec

Prof. Fábio Dacêncio em reunuião com representantes do SergipeTec

Além da reunião foi realizada uma visita técnica às instalações do SergipeTec, destacando espaços de pré-incubação, incubação, salas destinadas a empresas consolidadas, laboratórios específicos para as área de vocação do parque tecnológico e áreas de construção que serão concedidas às empresas de maior porte.

O SergipeTec é uma associação privada, sem fins lucrativos, reconhecida como Organização Social Estadual. Em 2016, o Parque abriga 8 empresas, 1 instituição, 10 empresas incubadas, 10 empresas pré-incubadas e 2 Unidades Operacionais (o Centro Catalisador de Competências em Tecnologia da Informação/C3TI e a equipe administrativa do Centro Vocacional Tecnológico/CVT).

A sede definitiva do SergipeTec está sendo construída em uma área de mais de 120.000 m², contígua à Universidade Federal de Sergipe, em local que possibilita total integração entre o ambiente acadêmico, o mercado e o Estado. Foram obtidos para as obras de  infraestrutura, construção do prédio principal e de um Centro Vocacional Tecnológico o montante de R$ 19.500.000.00 provenientes do Ministério da Ciência e Tecnologia – MCT e contrapartidas do Estado de Sergipe. Além de um total de R$ 14.559.153.16 provenientes de FINEP e contrapartida estadual para a construção de Projetos como Biofábricas e laboratórios diversos.

As áreas de vocação do SergipeTec são:

– Biotecnologia – tecnologia de organismos vivos (animal e vegetal)

– Tecnologia da Informação – softwares e serviços de informática

– Energia – petróleo e gás e energias renováveis (solar, eólica, biomassa)

A infraestrutura do Sergipe Parque Tecnológico é constituída por:

– Laboratórios de informática

– Laboratórios de biotecnologia

– Laboratórios de energias renováveis

– Empresas de base tecnológica

– Instituições de pesquisa e fomento

– Instituições empresariais

– Incubadoras de empresas

– Escritórios virtuais

– Sala de videoconferência

– Auditório

– Sala de eventos

– Praça de convivência (lanchonete, restaurante, caixas eletrônicos, banca de revista, Correio)

– Biofábricas

– Escola para a comunidade

– Área verde

– Ciclovia

Por fim, acordos de cooperação serão firmados entre o Centro de Inovação Tecnológica de Marília (CITec-Marília) e o SergipeTec para colaboração entre empresas do sudeste e nordeste, por meio de editais públicos e leis de fomento à inovação, destaca Marcelo  Dósea, Gestor do SergipeTec.

O Prof. Edward Moreno Ordonez destaca a parceira acadêmica entre o UNIVEM e a Universidade Federal de Sergipe (UFS) em projetos de pesquisa há alguns anos. Atualmente o Prof. Fábio Dacêncio é pós-doutorando na Universidade Federal.

Saiba mais sobre o CITec-Marilia em: http://www.inovamarilia.org.br

Conheça o SergipeTec acessando: http://www.sergipetec.org.br

Vaga de Pesquisador Tecnológico para Formados em Computação

CIAg

Vaga de Estágio para Desenvolvedor Web

Web

Vaga para Programador Front-End em Pompéia

Requisitos imprescindíveis:
– Formação superior completa em Ciências Exatas em áreas relacionadas à Computação;
– Experiência anterior com desenvolvimento de aplicações front-end e back-end;
– Conhecimentos com: Java, Banco de dados SQL, Tecnologias Web (HTML, CSS, JavaScript/Ajax/XML/JQuery);
– Inglês avançado;

Suas principais responsabilidades serão:

– Desenvolvimento de Softwares;
– Criação de novas funcionalidades em projetos novos e já desenvolvidos;
– Desenvolvimento de telas (front e back-end).

Código da oportunidade: 1823600001.
Para participar, cadastre-se e registre seu interesse na vaga por meio do site
http://www.camargoecamposrh.com.br/oportunidades/programador-front-end-pompeia-sp-1823600001\

Os currículos também podem ser enviados para divulga@ccrh.com.br.

Concurso para Analista de Sistemas na FAMAR

Clique aqui para acessar o Edital de Abertura.

As inscrições para o POSCOMP 2016 estão abertas

   poscomp2016
  O POSCOMP 2016 é o Exame Nacional para o ingresso na Pós-graduação em Computação/Sistemas de 2016. Desse modo, as inscrições começaram no dia 01/06/2016 e terminarão no dia 04/07/2016.

Publicações de Alunos da Computação são destaque em evento nacional

Alunos do curso de Bacharelado em Ciência da Computação do Univem conquistaram mais publicações em evento de renome nacional na área de Redes de Computadores. O aluno Claudio Roberto Costa apresentou os resultados de pesquisas na área de segurança da informação com ênfase em criptografia, na 34ª edição do Simpósio Brasileiro de Redes de Computadores e Sistemas Distribuídos (SBRC) que é um evento anual promovido pela Sociedade Brasileira de Computação (SBC) e pelo Laboratório de Redes de Computadores (LARC).

XXXIV Simpósio Brasileiro de Redes de Computadores e Sistemas Distribuídos

XXXIV Simpósio Brasileiro de Redes de Computadores e Sistemas Distribuídos

Ao longo de mais de três décadas de realização, o SBRC firmou-se como o mais importante evento científico nacional em redes de computadores e sistemas distribuídos, e um dos mais concorridos em informática. A importância do SBRC pode ser observada pelo número de submissões de trabalhos e de participantes nas suas diversas edições.

Está edição do Simpósio foi realizada de 30 de maio a 3 de junho em Salvador, Bahia. A coordenação do evento foi de responsabilidade conjunta do Departamento de Ciência da Computação da Universidade Federal da Bahia (UFBA) e do Instituto Federal da Bahia (IFBA).

O artigo foi apresentado no IV Workshop of Communication in Critical Embedded Systems (WoCCES) realizado no evento, que concentra em importantes inovações e avanços recentes na especificação, projeto, construção e utilização da comunicação em sistemas embarcados críticos, sendo que o objetivo do mesmo é o de reunir pesquisadores e profissionais da indústria e da academia e proporcionar-lhes uma oportunidade para se informar sobre os últimos desenvolvimentos, implantações, tendências tecnológicas e resultados de pesquisa, bem como iniciativas relacionadas com sistemas embarcados e suas aplicações em uma variedade de ambientes industriais.

O aluno Claudio explica que a pesquisa apresentada no evento intitulada como “Análise de Desempenho em FPGA dos Algoritmos Criptográficos Simon e Speck” teve como objetivo a pesquisa, implementação e comparação dos algoritmos criptográficos Simon e Speck em relação à área e ao tempo de execução, quando projetados em circuitos FPGA.

Foram propostas três arquiteturas para a implementação destes algoritmos, sendo duas baseadas em circuitos síncronos e uma em assíncrono. Ao final é gerada uma relação vazão/área para avaliar o melhor custo benefício entre as arquiteturas e o seu posicionamento em relação a implementações encontradas na literatura.

A pesquisa foi desenvolvida no laboratório COMPSI (Computing and Information Systems Research Lab), laboratório de pesquisa mantido pelos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação do Univem, pelos alunos de Ciência da Computação, Claudio Roberto Costa e Fernanda Mayumi Ohnuma Tachibana sob orientação do Prof. Dr. Fábio Dacêncio Pereira (UNIVEM) e do Prof. Dr. Edward David Moreno (Universidade Federal de Sergipe UFS)

Claudio faz iniciação científica desde o 1º ano e diz que a instituição proporciona condições e incentivos a pesquisas avançadas em laboratórios com excelentes estruturas, proporcionando um ambiente favorável para obtenção de excelentes resultados. O aluno ressalta que “com esta publicação e um convite para submissão deste artigo para a publicação no renomado Journal Internacional SPRINGER, tenho a intensão de ingressar em um bom programa de mestrado”.

Fernanda é bolsista CNPq e se dedica integralmente à formação acadêmica e à pesquisa. Ela ressalta que manter um histórico acadêmico de excelência e participar de atividades extracurriculares oferecidas pelo curso de Bacharelado em Ciência da Computação preparam o aluno para as melhores oportunidades no mercado e também para o acesso aos melhores programas de mestrado do país (USP, UNICAMP, UNESP e Federais).

No mesmo evento foi publicado o artigo “CO-OP: Uma Solução para a Detecção, Classificação e Minimização de Congestionamentos de Veículos utilizando Roteamento Cooperativo” do ex-aluno de Ciência da Computação, Allan Mariano de Souza que atualmente é mestrando na Unicamp e do professor Dr. Leonardo Castro Botega.

Mais informações sobre as pesquisas e publicações dos cursos deCiência da Computação e Sistemas de Informação do Univem podem ser obtidas no site http://www.compsi.univem.edu.br.

Edição de junho/2016 do Jornal do Univem

4ª Olimpíada de Informática para Alunos do Ensino Médio

O Univem (Centro Universitário Eurípides de Marília) está com inscrições abertas para a 4ª Olimpíada de Informática para Alunos do Ensino Médio. Promovido pelo quarto ano consecutivo pelos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação, em conjunto com as empresas associadas à ASSERTI (Associação de Empresas de Serviços de Tecnologia da Informação), o evento tem o propósito de inspirar alunos de ensino médio e técnico da rede pública e privada e descobrir talentos que tenham interesse em seguir a carreira na área de TI (Tecnologia da Informação).

O evento tem como principal objetivo apresentar o universo da programação de computadores e identificar talentos para a área, tendo em vista o déficit de profissionais que, segundo a Brascomm – Associação Brasileira de Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação, até 2020, o setor de tecnologia vai abrir 750 mil novos postos em todo o país.

Segundo o coordenador dos cursos de Ciência da Computação eSistemas de Informação do Univem e presidente da ASSERTI, Prof. Dr. Elvis Fusco, de acordo com a empresa de consultoria e pesquisa de mercado International Data Corporation (IDC), o mercado de TI deve crescer 2,6% em 2016, se consolidando entre os dez setores com mais investimentos até o fim do ano. ”O mercado de TI é uma das áreas que tem passado com folga pela crise vivida no país, muitas empresas continuam contratando e essa é uma grande oportunidade para os jovens do país, dados da Brasscom, o mercado nacional emprega 1,3 milhão de trabalhadores. Para 2016, a projeção de crescimento é de 30% a mais do que esse número”, explica o coordenador do evento.

Para participar da competição, o Univem oferecerá de 18 a 29 de julho um curso de férias de programação de computadores para capacitar os participantes que ainda não conhecem programação. No período de 1 a 12 de agosto, os alunos participarão de um treinamento para a competição, em que serão capacitados para participar da Olimpíada. A competição acontece no dia 13 de agosto.

Para Rodrigo Gonçalves Rodrigues, atualmente aluno do 1º ano deSistemas de Informação no Univem e vencedor da Olimpíada em 2015, a motivação para participar da olimpíada foi além dos treinamentos oferecidos que o Univem ofereceu. “A competição confirmou ainda mais minha vocação para a área de Tecnologia da Informação. A Olimpíada busca despertar, nos alunos de ensino médio, até os que nunca tiveram contato com a programação, o desejo por aprender a programar, por buscar essa área que cresce cada dia mais e mais no mundo, uma oportunidade que pode ser única e gratificante”.

IMG_5813

Alunos do Ensino Médio competindo na Olimpíada de 2015

Como na edição da Olimpíada de 2015, após a competição, será oferecido aos melhores colocados um treinamento de Formação em Desenvolvimento para Dispositivos Móveis Android. Segundo Elvis Fusco, os primeiros colocados ganharão um smartphone Android para poderem participar do curso. “Além de revelar grandes talentos para atuar futuramente na área, após o curso de formação em Android, a iniciativa vai também encaminhá-los para estágio em empresas associadas à ASSERTI para continuar a se desenvolver dentro do setor”.

As inscrições para a Olimpíada são gratuitas e vão até o dia 15 de julho pelo site www.univem.edu.br/olimpiada2016, as vagas são limitadas.

cartaz2016.jpg