Arquivos Mensais: setembro 2015

Cobertura especial sobre a VIII Semana de Tecnologia da Informação

Assista abaixo a cobertura do Programa Visão de Mercado sobre a VIII Semana de Tecnologia da Informação, que aconteceu de 08 a 12 de setembro de 2015, evento organizado pelos cursos deCiência da Computação e Sistemas de Informação do Univem, em parceria com o COMPSI e a ASSERTI (Associação de Empresas de Serviços de Tecnologia da Informação), contendo reportagens sobre:

 

Anúncios

Startup Pitch Day sediado pelo Univem ressalta o empreendedorismo e a inovação

Projeto de aluno de Computação é o melhor avaliado

O Univem  promoveu no último dia 11 de setembro o Startup Pitch Day, empreendedores do meio acadêmico e do mercado se reuniram para apresentar ideias inovadoras na área de Tecnologia da Informação. O evento fez parte da VIII Semana de Tecnologia da Informação, evento promovido pelos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação do Univem, e já em sua primeira versão foi um sucesso, lotando o auditório Shunji Nishimura da instituição.

O evento foi conduzido pelos professores Fábio Meira e Fábio Navarro e teve como abertura a palestra “Introdução ao Ecossistema de Startups”, ministrada por André Hotta da TechStars, organização de aceleração de startups. Hotta destacou a cultura do empreendedorismo baseado na inovação e da política regional para a criação de um ambiente de startups que estimule empreendedores e investidores a atuarem na região.

Startup Pitch Day

Após a palestra, os projetos foram apresentados pelos empreendedores utilizando o conceito de Pitch, também conhecido como Elevator Pitch ou “Discurso do Elevador”, que é uma apresentação de 2 a 3 minutos (como se fosse para apresentar se encontrasse o investidor no elevador e tivesse o tempo de apresentar durante a subida/descida) em que deve “vender” a sua ideia de forma clara e concisa. Apesar de ser uma apresentação curta, pela necessidade de se conseguir conquistar a atenção do investidor, muitas vezes representa um grande desafio, assim, os empreendedores se concentraram no que é essencial ao seu negócio, aquilo que iria chamar a atenção do investidor.

Mentoria dos projetos no Startup Pitch Day

Uma banca de avaliadores, formada por empreendedores e potenciais investidores analisou cada um dos projetos levando em conta seu grau de inovação, oportunidade de mercado entre outras questões importantes para os expositores. Além disso, no final do evento foi realizada uma rodada de mentoria na qual os empreendedores puderam ficar frente a frente com os investidores e levantar pontos fortes de cada projeto.

A banca de mentoria contou com nomes de destaque no cenário nacional do empreendedorismo como: André Hotta (TechStars), Walter Leandro Marques (Locaweb), Danilo Tanaka (Pegasus Investments), Willians Cristiano Marques (Tray-Locaweb), Vinicius Amorim (Startup Marília – Tá pago), André Braga (Eventick), Edvaldo (Adetec-Lins), Heloisa Palácio (Startup Marília), André Bianchi (BWI Participações) e Giuliana Marques (Persys).

Startup Pitch Day

Depois de uma avaliação realizada pelos mentores, foi formado um ranking e os 4 projetos melhor avaliados foram:

1º: Gestão de Terrenos (Matheus Ferraroni Sanches – Aluno do curso de Ciência da Computação do Univem)

2º: RapidaMente (Elton Faria Bastos, Bruno Seiji Miyamoto, Gabriel Alves de Souza)

3º: Serviços de visualização interativa 3-D para plataformas de comércio eletrônico (Fábio Rodrigues Jorge e Leonardo Castro Botega)

4º:  Prodsis  – Controle de Pedidos, Produção e Cálculo de Custo de Produtos (Alecsey Fernandes e Andrey Fernandes).
Segundo o Prof. Dr. Elvis Fusco, idealizador e coordenador do evento, a perspectiva era reunir mentores, investidores, anjos e fundos de venture capital, para possibilitar a aceleração de ideias inovadoras que impulsionassem o empreendedorismo inovador na região de Marília. “O evento teve uma alcance maior do que esperávamos e a expectativa de realizar a exposição dos projetos foi atingida, graças ao apoio do UNIVEM, do SEBRAE, da ASSERTI e da Startup Marília, movimento que fomenta o ecossistema de startups de Marília e região. Esperamos que esse evento se torne tradição em nossa cidade e possamos realizá-lo anualmente”, concluiu.

Alunos de Computação do Univem vencem a fase regional da Maratona de Programação

Competição reúne faculdades da região

 Alunos do curso de Ciência da Computação do Univem venceram a fase regional da Maratona de Programação. A competição aconteceu no dia 12/09, em Marília nos laboratórios do Univem. Quatro times do Univem participaram, orientados pelo Prof. Rodolfo Barros Chiaramonte, coach dos alunos. O time campeão do Univem é formado pelos alunos do 3º ano, Cláudio Costa, Fernando Franco e Rafael Anselmo Cavalieri.

Equipe vencedora e professores do Univem

Além dessa conquista, outro time formado por alunos do 2º ano deCiência da Computação do Univem conquistou o 3º lugar, formado pelos alunos Frederico Soares da Silva, Marina dos Santos Beretta e Matheus Ferraroni Sanches.

A Maratona é destinada aos alunos dos cursos de graduação e início de pós-graduação na área de Computação e afins (Ciência da Computação, Engenharia de Computação, Sistemas de Informação, Matemática, etc). “É uma honra e motivo de satisfação sediarmos o evento e termos os resultados dos nossos alunos, pois é um reconhecimento da qualidade e seriedade da nossa instituição”, destaca o professor Elvis Fusco, coordenador dos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informaçãodo Univem.

Promover a criatividade, capacidade de trabalho em equipe, busca de novas soluções de software e habilidades em resolver problemas sob pressão são os objetivos da competição. De ano para ano, a Maratona tem sido uma espécie de vitrine para que instituições e, principalmente, grandes empresas da área, valorizando os alunos que se destacam.

Equipes do Univem que participaram da Maratona de Programação

A organização da fase regional esteve sob responsabilidade do Computing and Information Systems Research Lab (COMPSI), núcleo de pesquisa e extensão ligado aos cursos de Ciência da ComputaçãoSistemas de Informação do Univem. Todas as informações podem ser conferidas emhttps://www.univem.edu.br/compsi/maratona2015.

A coordenação dos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação parabeniza todos os vencedores da competição, desejando muito sucesso em sua carreira acadêmica e profissional.

Curso online de Programação Android gratuito do Instituto TIM.

Curso online de  Programação Android gratuito do Instituto TIM.

Curso online de  Programação Android gratuito do Instituto TIM.
O curso apresenta grande parte dos conceitos sempre presentes na construção de aplicações para dispositivos móveis. Inicia-se pela construção de interfaces gráficas e discute, em seguida, a utilização dos sensores internos aos dispositivos móveis. A seguir, discute aspectos básicos de animação, para a construção de games e ou efeitos especiais. Finalmente, discute o uso de bancos de dados internos aos dispositivos.

Seminário “Parque Tecnológico de Marília” acontece neste dia 08 de setembro

Seminário

Vaga para Desenvolvedor Web Back-end – Junior ou Pleno

A DSIN – Tecnologia da Informação, empresa que atua na área de desenvolvimento de software, busca profissionais para as seguintes vagas:

Desenvolvedor Web Back-end – Junior ou Pleno

Pré-Requisitos:

  • Formado ou cursando TI (graduação ou técnico);
  • Boa Lógica de Programação;
  • Conhecimento em Linguagem SQL, PHP.

Principais Funções: Desenvolvimento de Sistemas Web

Interessados devem encaminhar currículo com a descrição da vaga desejada para o e-mail:selecao@dsin.com.br.

Vaga para Desenvolvedor Front-end

A DSIN – Tecnologia da Informação, empresa que atua na área de desenvolvimento de software, busca profissionais para as seguintes vagas:

Desenvolvedor Front-end

Pré-Requisitos:

  • Formado ou cursando TI (graduação ou técnico);
  • Conhecimento avançado em HTML5, CSS3;
  • Bons conhecimentos em Javascript e jQuery;
  • Conhecimentos básicos em Diagramação de conteúdo,  Arquitetura de informação, PHP;
  • Diferencial conhecimento em ZendFramework.

Principais Funções: Atuar com desenvolvimento de interfaces gráficas para sistemas WEB e Mobile.

Interessados devem encaminhar currículo com a descrição da vaga desejada para o e-mail:selecao@dsin.com.br.

Vaga para Analista de Suporte Técnico – Junior ou Pleno

A DSIN – Tecnologia da Informação, empresa que atua na área de desenvolvimento de software, busca profissionais para as seguintes vagas:

Analista de Suporte Técnico – Junior ou Pleno 

Pré-Requisitos:

  • Formação Superior ou Cursando nas Áreas de TI, Administração ou Afins;
  • Capacidade para Analise e resolução de problemas;
  • Bons conhecimentos em Informática;
  • Desejável Experiência em Suporte Técnico.

Principais Funções: Atuar no suporte técnico remoto, telefônico e presencial aos clientes da empresa.

Interessados devem encaminhar currículo com a descrição da vaga desejada para o e-mail: selecao@dsin.com.br.

Vaga para Setor de Processamento de Dados

A DSIN – Tecnologia da Informação, empresa que atua na área de desenvolvimento de software, busca profissionais para as seguintes vagas:

Setor de Processamento de Dados 

Pré-Requisitos:

  • Formação Superior ou Cursando nas Áreas de TI, Administração ou Afins;
  • Bons conhecimentos em Informática;
  • Rapidez e assertividade na operação de sistemas;

Principais Funções: Atuar na operação dos sistemas da empresa e em rotinas administrativas.

Interessados devem encaminhar currículo com a descrição da vaga desejada para o e-mail: selecao@dsin.com.br.

Setor de TI tem vagas sobrando e salários de até R$ 20 mil

Vagas aumentaram mais de 50% em junho, mas profissionais têm que ter qualificação

Em tempos de crise e desemprego, tem um setor que parece um oásis no mercado de trabalho: está sobrando vaga e os salários vão até R$ 20 mil, mas tem que ter qualificação. É o setor de tecnologia da informação, conhecido como T.I. Em junho, as vagas na área aumentaram mais de 50%. Tem até empresa montando cursos para qualificar a mão de obra.

Cícero acabou de completar um curso de um ano e meio em uma empresa de tecnologia e agora foi efetivado. Guilherme Peralta é colega de turma e tem 19 anos. “Meu primeiro videogame eu ganhei quando eu tinha 7 anos. Desde lá eu queria saber como funcionava por dentro, como funcionava um jogo, como eu criava um jogo. Eu fui seguindo esse caminho”, conta.

Foi o primeiro curso que a empresa deu para estudantes saídos do Ensino Médio, em parceria com o Senai. De 900 inscritos, 70 foram selecionados e todos saíram com o emprego garantido lá.

executiva de Recursos Humanos da empresa, Daniela Cabral, conta que a ideia surgiu depois de constatarem que faltava gente qualificada na área. “Existe uma demanda muito grande para os profissionais qualificados no mercado de tecnologia e é por isso que a gente investe em alguns programas de formação de jovens, que ainda não estão preparados, como este que a gente acabou de fazer, recentemente.”

Enquanto muitos setores da economia estão mandando trabalhadores embora, na área de tecnologia falta gente para ocupar as vagas oferecidas. Segundo um levantamento feito por um grande site de procura de empregos, a oferta de trabalhos no setor cresceu 44% no primeiro semestre deste ano, em relação ao mesmo período do ano passado. Nos seis primeiros meses do ano, foram abertas quase 41 mil vagas. Só em junho, foram dez mil, 56% mais do que em junho do ano passado.

O engenheiro que orienta a turma é o “Júlio Louco”. Trabalha na área há 22 anos e tem conselhos para quem pretende começar. “Não entre só porque é uma área valorizada, ou porque existe déficit de mão de obra qualificada. Tome, conheça e entre porque você gosta. Você vai ao mesmo tempo atender a sua realização pessoal e profissional”, recomenda o engenheiro de pesquisa e desenvolvimento Júlio Wittwer.

As oportunidades são para quem fez curso superior na área, como o de Ciência da Computação, por exemplo, mas também para quem fez cursos técnicos na área de tecnologia da informação.

Fonte: http://g1.globo.com/bom-dia-brasil/noticia/2015/08/area-de-tecnologia-abre-quase-41-mil-vagas-no-primeiro-semestre-de-2015.html