Pesquisa de ponta da Computação tem recursos renovados pela FAPESP

Projeto desenvolvido no COMPSI/Univem

O estudante Lucas Zanco Ladeira, do 4º do curso de Bacharelado em Ciência da Computação do Univem foi contemplado com a renovação do fomento financeiro pela FAPESP para seu projeto de pesquisa.

O Prof. Dr. Fábio Dacêncio Pereira, professor dos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação e orientador do projeto de pesquisa, destaca que no momento atual do País em relação à retenção e cortes orçamentários, a pesquisa é atingida com grande impacto. Os governos neste momento mantêm os recursos apenas para pesquisas fundamentais e de interesse nacional. Neste sentido o Prof. Fábio destaca o mérito pela conquista do estudante Lucas.

O projeto foi desenvolvimento com investimento da FAPESP que possibilitou  a pesquisa, desenvolvimento e a publicação em eventos importantes no cenário nacional (CONIC, SBSI, CIDIT, SIC-UNIVEM). Essa bolsa teve início dia 01/07/2014, e tem prazo de utilização até o dia 30/06/2015 e é desenvolvida nos laboratórios do COMPSI (Computing and Information Systems Research Lab), núcleo de pesquisa ligado aos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação do Univem.

No entanto, o fomento à pesquisa da FAPESP foi renovado até o final do ano, para que seja desenvolvida uma nova parte do projeto de pesquisa, que envolvem novos desafios técnico-científicos.

Entenda um pouco mais sobre o projeto de pesquisa: “PROTÓTIPO DE MOEDEIRO PARA MEIO DE PAGAMENTO OFF-LINE UTILIZANDO TECNOLOGIA JAVA CARD”

A tecnologia utilizada no projeto é o Java Card, essa é a mesma tecnologia utilizada em cartões de crédito, vale alimentação, vale transporte, cartões de acesso, entre outros. Essa tecnologia possui as características básicas de um sistema computacional, como memória, processador, dispositivo de entrada e saída. Os mesmos possuem pouco poder computacional devido ao tamanho reduzido. A tecnologiapermite armazenar uma ou várias aplicação(ões) em um mesmo cartão, com tamanho não expansível, e possui meios de garantir a segurança dos dados trafegados e armazenados.
Levando em consideração, a quantidade de aplicações, nos dias de hoje, que fazem uso dessa tecnologia e além disso, avaliando a quantidade de aplicações financeiras existentes e utilizadas com frequência. É possível verificar a importância de garantir a segurança no uso das mesmas.Por exemplo, caso não haja segurança durante uma transação financeira, é possível que um valor seja alterado durante uma operação e acarrete no depósito ou crédito de valor incorreto de uma conta. Além disso, é possível obter os dados do cliente como digital, senha de segurança, e dados pessoais (número de conta, agência, nome, CPF, entre outros).
Sendo assim, o principal objetivo do projeto é criar uma aplicação capaz de executar transações financeiras, de forma segura, sem a necessidade do uso de uma conexão com a internet. Isso torna mais rápida a transação entre o usuário e o comerciante, sendo que não é necessário conectar à algum servidor externo para verificar a autenticidade do portador do cartão, e a persistência da transação executada.
Uma das formas de garantir a segurança é pela autenticação do usuário. A mesma foi implementada no projeto pela verificação de um PIN (senha de 8 números), e reconhecimento biométrico (digital).Com a união dessas duas formas de autenticação caso ocorra falso positivo (validação de biometria incorreta sendo próxima à original), o portador do cartão deve ter o PIN para fazer uso do cartão.
Além disso, foi utilizada a criação de uma sessão segura. Nessa sessão são trafegados apenas dados criptografados, sendo necessário o conhecimento de chaves criptográficas secretas para obtenção do valor real que está sendo transmitido.
Para utilização off-line a transação financeira é persistida no computador do comerciante. Quando o comerciante deseja submeter a transação e receber o valor da mesma, é apenas necessário selecionar uma opção no gerenciador da aplicação instalado no computador do mesmo.

Os cursos de bacharelado em Ciência da Computação e Bacharelado emSistemas de Informação incentivam os alunos por meio de programas de iniciação científica e parceiras com empresas e indústria na realização de pesquisas aplicadas de ponta, com resultados para as esferas acadêmicas e mercadológicas. Para obter mais informações acesse o site do laboratório de pesquisa dos cursos, o  COMPSI (Computing and Information Systems Research Lab): http://www.compsi.univem.edu.br.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: