COMPSI comemora três anos com profusão de projetos, parcerias e pesquisas inovadoras

Criado em 2010, oComputing and Information Systems Research Lab(COMPSI), núcleo de pesquisa e tecnologia ligado aos cursos deCiência da ComputaçãoeSistemas de Informaçãodo Univem, chegou aos três anos em maio, repleto de realizações e objetivos alcançados.

Com seu conjunto de laboratórios, pesquisadores e expertise, o COMPSI vem se integrando e contribuindo para as atividades do Núcleo de Apoio à Pesquisa e Extensão (NAPEx) da instituição. Além do fomento à pesquisa, gera projetos de software e hardware com vínculo no mercado, colocando os alunos em situações profissionais reais, propicia cooperação com outros laboratórios de pesquisa, estimula parcerias com empresas públicas e privadas no desenvolvimento de software, promove treinamentos corporativos e busca recursos em órgãos como FAPESP, CNPq e outros.

 

Pesquisa e inovação

“Um dos objetivos do COMPSI é estimular projetos de pesquisa e inovação com empresas privadas, ajudando-as no desenvolvimento de tecnologias estratégicas em seus negócios”, ressalta o Prof. Dr. Elvis Fusco, coordenador geral do COMPSI e dos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação do Univem.

Neste contexto, o COMPSI tem levado até as empresas da região os resultados das pesquisas desenvolvidas em seus laboratórios por alunos e professores. Um exemplo é o Grupo Jacto, de Pompéia, que conta com alunos do Univem em seu quadro funcional. Eles desenvolveram projeto na área de Interfaces Computacionais, envolvendo a criação de um software para implementar ummiddleware,que utiliza a interação natural de gestos e fala com os navegadores de Internet convencionais para utilização no sistema SIG da empresa.

O COMPSI tem estimulado os alunos desde os primeiros anos a ingressarem no universo da pesquisa por meio de projetos de iniciação científica. Vários têm sido contemplados com bolsas PIBITI e PIBIC (do CNPq) e FAPESP.

“Mais do que o ganho econômico, as bolsas representam para os alunos um grande estímulo ao aprofundamento teórico sobre os temas estudados, construção de novos conhecimentos, aprimoramento da formação pessoal. Estudantes que usufruem de bolsas de pesquisa amadurecem habilidades de estudos, pesquisas e produção científica, aumentando suas chances de sucesso na vida profissional”, enfatiza a Profª. Drª. Raquel Cristina Ferraroni Sanches, pró-reitora de Graduação do Univem.

Como consequência dessas ações, anualmente os alunos têm publicado os resultados de suas pesquisas em eventos de renome nacional, como o CONIC (Congresso Nacional de Iniciação Científica) e o SIIC-USP (Simpósio Internacional de Iniciação Científica da USP).

Além desses eventos, alguns trabalhos estão sendo publicados em eventos específicos em âmbito nacional e internacional, como: Simpósio Brasileiro de Sistemas de Informação; Symposium on Virtual and Augmented Reality; SIBGRAPI – Conference on Graphics, Patterns and Images; International Conference on Parel and Distributed Computing and Systems; IBerchip e o Workshop de Realidade Virtual e Aumentada. Confira no box ao lado os mais recentes artigos de alunos e professores publicados em eventos da área.

Em 2012, a aluna Maria Carolina de Souza Santos, do quarto ano de Ciência da Computação, fez intercâmbio com a Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, como bolsista do Programa Ciência Sem Fronteiras, do governo federal. Neste ano, mais dois alunos do curso estão indo para os Estados Unidos como bolsistas do mesmo programa.

 

Capacitação de profissionais

Semestralmente, o COMPSI oferece treinamentos de formação profissional em tecnologias de programação de sistemas, infraestrutura de TI e gestão de projetos de desenvolvimento de software.

“A atualização tecnológica e a formação de profissionais qualificados são essenciais diante da alta demanda por profissionais na área de TI”, destaca o professor Elvis. Ele informa que o COMPSI encaminha automaticamente os profissionais que fazem esses treinamentos para as empresas de software e TI de Marília e região que estejam contratando nas respectivas tecnologias dos cursos ministrados.

Para facilitar o acesso a essas capacitações, são oferecidos descontos para alunos e ex-alunos do Univem.

 

Parcerias

Atualmente, o COMPSI mantém parcerias com as seguintes instituições de ensino e pesquisa: FATEC e ETECs de Marília e região; centros e laboratórios de pesquisa, como o LSI-TEC (Laboratório de Sistemas Integráveis Tecnológico), ligado à USP, o WINDIS (WIreless Networking and Distributed Interactive SImulation Laboratory), da UFSCar, e o DCOMP (Departamento de Computação), da Universidade Federal de Sergipe. Além destes,com órgãos de fomento à pesquisa: CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico) e FAPESP (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo); organizações e instituições públicas, como a ACIM (Associação Comercial e Industrial de Marília), a FACESP (Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo) e a Associação de Empresas de Serviços de Tecnologia da Informação (ASSERTI); empresas de TI de abrangência internacional, como a Microsoft, a Apple, a Oracle e a IBM.

“Essas parcerias são estratégicas para a aproximação dos alunos dos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação ao universo da TI regional, nacional e internacional”, frisa o Prof. Dr. Fábio Dacêncio Pereira, responsável pela área de pesquisa do COMPSI e coordenador do Núcleo de Apoio à Pesquisa e Extensão (NAPEx) do Univem.

Com a parceria com o LSI-TEC, está em desenvolvimento o projeto de um software de assinatura digital no padrão ICP-Brasil, envolvendo professores e alunos do Univem, que são contemplados com bolsa do laboratório, e pesquisadores do LSI-TEC.

A parceria com o laboratório da Universidade Federal de São Carlos (WINDIS) envolve projetos nas áreas de Interfaces Tangíveis, Realidade Aumentada Móvel e Interfaces Naturais. A iniciativa vem gerando projetos de iniciação científica, orientados de forma colaborativa entre professores dos dois laboratórios, intercâmbio entre alunos e professores no desenvolvimento dos projetos, publicação conjunta de artigos científicos e visitas técnicas aos laboratórios. Dentre os resultados gerados pela parceria, estão publicações científicas nos maiores eventos e revistas nacionais e internacionais na área de Interfaces Computacionais. Estas pesquisas geraram a Mesa de Interface Tangível, que tem sido demonstrada em vários eventos na região, trazendo visibilidade aos alunos envolvidos.

Na parceria com a Universidade Federal de Sergipe, publicações científicas têm sido geradas em revistas e congressos internacionais. Professores do COMPSI participaram recentemente do congresso de TICs voltadas para os megaeventos esportivos que serão realizados nos próximos anos no país. Atualmente, estão sendo vislumbrados projetos nessa área em conjunto entre as duas instituições.

As parcerias com instituições de classe e governamentais, como a ASSERTI, têm aproximado os alunos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação das oportunidades de estágio e contratação das principais empresas de software e TI da região.

Programas de Iniciativas Acadêmicas com grandes fornecedores de tecnologias, como IBM, Microsoft e Oracle, têm fornecido aos alunos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação o acesso aos principais softwares de desenvolvimento e infraestrutura do mercado de TI, bem como oportunidades de treinamentos e capacitações tecnológicas que ampliam sua formação acadêmica, como é o caso de programas da Microsoft (Students to Business e AppDay) e do fornecimento de vouchers para a realização da prova de certificaçãoMicrosoft Technology Associate.

 

Captação de recursos e investimentos

Um dos pilares do COMPSI e fator motivador de sua criação é a auto-sustentabilidade. Neste cenário, foram adquiridos equipamentos, inclusive importados, para fomentar os projetos nas áreas de Interfaces Computacionais e Robótica Aplicada.

Recentemente, foram importados equipamentos de última geração para a implantação de um novo laboratório de hardware, com uso em aulas práticas nas disciplinas da área de Sistemas Digitais, bem como nas pesquisas desenvolvidas por alunos e professores nos laboratórios do COMPSI. “Isso permitirá a criação de projetos de qualidade nas áreas de robótica, automação e prototipação de hardware, melhorando a formação dos alunos e gerando publicações em eventos científicos de renome nacional e internacional”, destaca o professor Fábio.

Os recursos captados pelo COMPSI têm financiado a participação de alunos e professores em eventos científicos, o que contribui para a publicação de suas pesquisas em revistas de grande relevância.

Por meio do COMPSI, neste ano, a empresa Boa Vista de São Paulo inaugurou nas dependências do Univem o BVTEC – Centro de Inovação e Tecnologia Boa Vista. O BVTEC tem gerado muitas oportunidades profissionais para os alunos dos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação, além da instalação de um auditório com capacidade para 150 pessoas, que deverá ser inaugurado ainda em 2013.

 

Núcleo de Educação à Distância

O COMPSI criou o Núcleo de Educação à Distância (NEaD), introduzindo a modalidade de educação à distância no Univem. O NEaD utiliza a plataformaopen sourceMoodle.

O Prof. Ms. Leonardo Botega, responsável pelo NEaD, destaca que, no início, eram oferecidos treinamentos básicos sobre o próprio ambiente de EaD. “Logo, passamos a oferecer disciplinas de dependência e adaptação à distância que, desde 2012, já abrangem todos os cursos do Univem. Futuramente, a perspectiva é oferecer outros níveis de curso, como treinamentos técnicos e corporativos e pós-graduação lato sensu.”

Grandes eventos

Nestes três anos, o COMPSI tem realizado grandes eventos da área de TI, no âmbito científico e mercadológico, em parceria com empresas e órgãos de fomento à pesquisa.

Anualmente, acontecem a Semana de TI e o FLISOL (Festival Latino-americano de Instalação de Software Livre). No âmbito científico, a cada dois é organizado o CITOS (Congresso de Inovação com Tecnologias Open Source), que conta com o apoio doCNPqe da Sociedade Brasileira da Computação (SBC) e traz temas regionais e nacionais. Neste ano, em setembro, pela segunda vez o Univem vai sediar a Maratona de Programação da Sociedade Brasileira de Computação em sua fase regional.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: