Doutorado na Inglaterra

2

Ex-aluno de Ciência da Computação ficará um ano na Universidade de Lancaster

Douglas Rodrigues está há poucas semanas na Inglaterra. Durante um ano, vai dar prosseguimento à sua pesquisa de doutorado na Universidade de Lancaster, no noroeste do país.

Graduado em Ciência da Computação pelo Univem, em 2008, Douglas decidiu investir num dos elementos que mais haviam chamado sua atenção durante o curso: a pesquisa.

“A graduação contribuiu para que eu tivesse uma visão crítica da área, pois pude aprender com ótimos professores, a maior parte deles doutores, e isso despertou em mim uma profunda admiração pela ciência”, diz o ex-aluno. Sua orientadora durante as pesquisas de iniciação científica, a Profª. Drª. Kalinka Regina Lucas Jaquie Castelo Branco, à época docente no Univem, acabou sendo sua orientadora no mestrado, feito no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, e no doutorado que está cursando na mesma instituição.

A dissertação de mestrado, defendida em 2011, foi relacionada à implementação e avaliação de desempenho da segurança em serviços Web, como criptografia e assinatura digital. No doutorado, ele está pesquisando os VANTs (Veículos Aéreos Não Tripulados). Ele explica que o objetivo é utilizar a experiência adquirida com os serviços Web nesse tipo de aeronave, aumentando o “conhecimento” do piloto automático de forma dinâmica, permitindo-lhe tomar as melhores decisões, de acordo com cada tipo de missão.

 

Ciência sem fronteiras

Na Universidade de Lancaster, Douglas pretende dar prosseguimento à pesquisa, sendo supervisionado por Geoff Coulson, pesquisador e diretor da School of Computing and Communications da instituição. “Ele vai contribuir com sua experiência nessa área de pesquisa, auxiliando no desenvolvimento do projeto e na obtenção de resultados relevantes”, comenta.

De volta ao Brasil, daqui a um ano, Douglas já estará com a tese praticamente pronta para defesa.

A viagem à Inglaterra foi possível após a obtenção de uma bolsa no programa Ciência sem Fronteiras, iniciativa conjunta do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e do Ministério da Educação (MEC), por meio de suas respectivas instituições de fomento, o CNPq e a CAPES.

 

Agradecimentos

Douglas dirige especiais agradecimentos à sua orientadora, professora Kalinka, que o acompanha desde a graduação no Univem até o doutorado, e aos demais professores, pela qualidade do curso e estímulo à pesquisa. À instituição, agradece pela bolsa de estudos concedida e pela boa infraestrutura disponível.

Agradece, também ao programa Ciência sem Fronteiras e ao Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Sistemas Embarcados Críticos (INCT-SEC) pela bolsa concedida.

O Univem deseja muita sorte ao seu ex-aluno. Que tenha uma ótima jornada em Lancaster e uma vibrante carreira no Brasil.

FONTE: Jornal Univem

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: